Efetividade do clonixinato de lisina em idosos com osteoartrose sintomática de joelho

Efetividade do clonixinato de lisina em idosos com osteoartrose sintomática de joelho

Título alternativo Effectiveness of lisine clonixinate in the elderly with knee symptomatic arthrosis: a randomized, double blind trial
Autor Santos, Fânia Cristina dos Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Atallah, Álvaro Nagib Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A osteoartrose (OA) e uma das doencas cronicas mais prevalentes na populacao idosa, e sua abordagem terapeutica farmacologica e muito importante. Objetivos: Avaliar a efetividade e a tolerabilidade do clonixinato de lisina (CL) em idosos com OA sintomatica de joelho. Metodo: Conduzimos um estudo clinico em uma amostra de 109 individuos, com 60 anos ou mais, atendidos no ambulatorio do Instituto de Geriatria e Gerontologia -UNIFESP / EPM. Os participantes foram randomizados em dois grupos, CL e placebo, e receberam um comprimido de 125 mg de CL (n = 63) ou de placebo (n = 46), tres vezes ao dia, durante 30 dias. O estudo foi duplo-cego. Foram realizadas duas visitas de controle, com intervalo de quinze dias entre elas. Para avaliar a efetividade do CL, analisamos: o comportamento da dor em repouso, ao movimento inicial, a deambulacao e a compressao articular; a rigidez matinal; a incapacidade funcional associada a dor; a analgesia complementar; e a avaliacao global do tratamento feita por um investigador cego. Neste estudo, tambem foram abordadas a aderencia ao tratamento e a tolerabilidade ao CL. Esta ultima foi avaliada por meio dos eventos adversos apresentados. Resultados: A dor ao inicio do movimento e a deambulacao reduziram significativamente no grupo CL ja a partir da primeira quinzena do estudo. Contudo, os melhores resultados foram apresentados apos 30 dias de tratamento quando se observou uma reducao da dor ao inicio do movimento de 42,3 por cento (p=0,001 *) e a deambulacao de 45,5 por cento (p<0,001 *) no grupo CL. Tambem no grupo CL, a necessidade de analgesia complementar foi menor: 2,6 por cento versus 9,5 por cento nos grupos CL e placebo respectivamente (p=0,021 *). Quanto a avaliacao global do tratamento peio investigador, esta foi significativamente mais favoravel para o grupo CL, no qual se observou uma avaliacao excelente ou boa em 50 por cento dos pacientes (p=0,O i 0*). Os outros parametros de efetividade nao foram significativamente diferentes em ambos os grupos. Houve grande aderencia ao tratamento proposto. As reacoes adversas foram leves e semelhantes em ambos os grupos, sendo a maioria delas eventos gastrointestinais. Conclusao: O CL demonstrou, neste estudo, ser efetivo e bem tolerado no tratamento de idosos com OA sintomatica de joelho
Assunto Lisina
Idoso
Dor
Osteoartrite do joelho
Anti-inflamatórios
Clonixino
Idioma Português
Data 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 200 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 200 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/10603

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta