Adultos hipertensos hospitalizados: percepção de gravidade da doença e de qualidade de vida

Adultos hipertensos hospitalizados: percepção de gravidade da doença e de qualidade de vida

Título alternativo Hospitalized hypertensive adults: perceptions of disease gravity and of life quality
Adultos hipertensos hospitalizados: percepción de la gravedad de la enfermedad y de la calidad de vida
Autor Reis, Maria Gorette dos Google Scholar
Glashan, Regiane de Quadros Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Departamento de Enfermagem
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The purpose of this descriptive study was to identify the perception of life quality in hospitalized hypertensive adults, confronting the data related to life quality with perceptions of disease gravity. The population comprised 83 patients hospitalized in the Medical Clinic of the University Hospital at the Federal University of Mato Grosso do Sul (UFMS). The data were collected by means of interviews using a health evaluation instrument that had been translated and validated in Brazil, the SF-36®. The main results showed that, in view of the studied patients, the perception of life quality as well as the perception of absence of disease gravity were good.

Estudio descriptivo que tuvo como objetivo identificar la percepción de calidad de vida en adultos hipertensos hospitalizados, confrontando los datos relacionados con la calidad de vida con la percepción de gravedad de la enfermedad. La población constó de 83 pacientes internados en la Clínica Médica del Núcleo de Hospital Universitario de la UFMS. Los datos fueron recolectados por medio de entrevista usando un instrumento genérico de evaluación de salud traducido y validado en el Brazil, el SF-36®. Los resultados principales mostraron que, bajo la óptica de los pacientes estudiados, la percepción de calidad de vida es buena, así como la percepción de ausencia de severidad de la enfermedad.

Estudo descritivo que objetivou identificar a percepção de qualidade de vida em hipertensos adultos hospitalizados, confrontando os dados relacionados à qualidade de vida com a percepção de gravidade da doença. A população abrangeu 83 pacientes internados na Clínica Médica do Núcleo de Hospital Universitário da UFMS. Os dados foram coletados por meio de entrevista utilizando-se instrumento genérico de avaliação de saúde traduzido e validado no Brasil, o SF-36®. Os principais resultados mostraram que, sob a ótica dos pacientes estudados, a percepção de qualidade de vida é boa, assim como a percepção de ausência de severidade da doença.
Assunto quality of life
nursing
qualidade de vida
enfermagem
Idioma Português
Data 2001-05-01
Publicado em Revista Latino-Americana de Enfermagem. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo, v. 9, n. 3, p. 51-57, 2001.
ISSN 0104-1169 (Sherpa/Romeo)
Editor Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Extensão 51-57
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692001000300008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-11692001000300008 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1157

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0104-11692001000300008.pdf
Tamanho: 103.0Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta