Aplicação da ressonância magnética de corpo inteiro para o estadiamento e acompanhamento dos pacientes com linfoma de Hodgkin na faixa etária infanto-juvenil

Aplicação da ressonância magnética de corpo inteiro para o estadiamento e acompanhamento dos pacientes com linfoma de Hodgkin na faixa etária infanto-juvenil

Título alternativo Whole body magnetic resonance imaging for staging and monitoring patients with Hodgkin's lymphoma in childhood: evaluation with different MRI sequences
Autor Nava, Daniel Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Lederman, Henrique Manoel Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Comparar o desempenho das sequências T1, T2, STIR e DWIBS na identificação de sítios caracterizados como acometidos pelo linfoma de Hodgkin nas cadeias linfonodais, órgãos parenquimatosos e medula óssea e avaliar a concordância entre os examinadores na análise das diferentes sequências obtidas. Métodos: Foram estudados 12 pacientes com diagnóstico confirmado de linfoma de Hodgkin. Os pacientes foram encaminhados para o exame de ressonância magnética de corpo inteiro, sendo realizadas as sequências ponderadas em T1, T2, STIR e DWIBS. A análise e interpretação das imagens foram feitas em estações de trabalho por dois examinadores independentes, com experiência em RM e radiologia pediátrica. Resultados: Quando realizada a comparação entre os examinadores, nota-se que há alta concordância entre as quatro sequências, porém a que apresentou melhores resultados foi a STIR, com concordância perfeita entre os examinadores (Kappa=1), exceto para a pelve, que apresentou altíssimo grau de concordância (Kappa=0,816). Na avaliação do acometimento de órgãos parenquimatosos e medula óssea pelo linfoma, as quatro sequências apresentaram resultados semelhantes. Quando avaliado o acometimento de linfonodos, as sequências T1 e T2 apresentaram desempenho semelhante, porém inferior às sequências STIR e DWIBS. Conclusões: As sequências STIR e DWIBS detectaram um maior número de linfonodos caracterizados como acometidos. Todas as sequências apresentaram resultados semelhantes na avaliação dos órgãos parenquimatosos e medula óssea. Em todas as sequências analisadas houve alta concordância entre os examinadores, sendo que os melhores resultados foram obtidos na sequência STIR.
Assunto Espectroscopia de ressonância magnética
Difusão
Corpo humano
Linfoma
Idioma Português
Data 2010
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2010. 73 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 73 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/11719

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta