A set of 400 pictures standardised for Portuguese: norms for name agreement, familiarity and visual complexity for children and adults

A set of 400 pictures standardised for Portuguese: norms for name agreement, familiarity and visual complexity for children and adults

Título alternativo Conjunto de 400 figuras padronizadas para o português: normas de nomeação, familiaridade e complexidade visual para crianças e adultos
Autor Pompéia, Sabine Autor UNIFESP Google Scholar
Miranda, Mônica Carolina Autor UNIFESP Google Scholar
Bueno, Orlando Francisco Amodeo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The present article provides normative measures for 400 pictured objects (Cycowicz et al., 1997) viewed by Portuguese speaking Brazilian University students and 5-7 year-old children. Name agreement, familiarity and visual complexity ratings were obtained. These variables have been shown to be important for the selection of adequate stimuli for cognitive studies. Children's name agreement was lower than that of adults. The children also failed to provide adequate modal names for 103 concepts, rated drawings as less familiar and less complex, and chose shorter names for pictures. The differences in ratings between adults and children were higher than those observed in the literature employing smaller picture sets. The pattern of correlations among measures observed in the present study was consistent with previous reports, supporting the usefulness of the 400 picture set as a tool for cognitive research in different cultures and ages.

Este artigo fornece dados normativos para o Brasil de um conjunto de 400 figuras de objetos (Cycowicz et al., 1997) avaliados por estudantes universitários e crianças de 5-7 anos. Foram obtidos dados referentes à consistência de nomeação, familiaridade com os objetos representados e complexidade visual dos desenhos. Existem evidências de que essas variáveis são importantes para a adequada seleção de estímulos para estudos cognitivos. A consistência de nomeação das crianças foi menor que a dos adultos. Em relação aos adultos, as crianças não conseguiram nomear adequadamente 103 conceitos, avaliaram os desenhos como sendo menos familiares e menos complexos e escolheram nomes mais curtos para as figuras. As diferenças nas avaliações entre adultos e crianças foram mais altas que as observadas na literatura que envolveu conjuntos menores de desenhos. O padrão de correlações entre medidas observadas no presente trabalho são consistentes com relatos anteriores, o que dá suporte à utilidade desse conjunto de 400 figuras como ferramenta para pesquisas cognitivas em diferentes culturas e faixas etárias.
Assunto picture
naming
familiarity
visual complexity
children
adults
figura
nomeação
familiaridade
complexidade visual
crianças
adultos
Idioma Inglês
Data 2001-06-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 59, n. 2B, p. 330-337, 2001.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Editor Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 330-337
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2001000300004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X2001000300004 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1187

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-282X2001000300004.pdf
Tamanho: 300.0Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta