Esclerose de pequenos vasos venosos com corrente elétrica galvânica ponteada, em orelhas de coelhos

Esclerose de pequenos vasos venosos com corrente elétrica galvânica ponteada, em orelhas de coelhos

Título alternativo Galvanic electric sharp stream and the sclerosis of marginal veins in the ear of rabbits
Autor Santiago, Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Taha, Murched Omar Autor UNIFESP Google Scholar
Fagundes, Djalma José Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Telangiectases, in accordance with current concepts, must be treated in a surgical way. The most commons surgicals treatments included the electrosurgery, electocauterization and electrolysis. The injury to the peripherical dermal tissue was a problem as the insatisfactory results in the vessels scleroses. Therefore, the aim of this study was estimated the value of one electrical device planned with care and exactness to provide a galvanic electric sharp stream to be used in a animal model. Thus, 45 white New Zealand adults male rabbits received a electrical galvanic pulse(marginal vein of the right ear) or only the mechanical puncture(marginal vein of the left ear) in three consecutives times at first, second and third weeks. The animals of group I (n=15) received doses of 100m A, group II (n=15) doses of 200m A and group III(n=15) doses of 300m A. Fourteen days after the last application the redness, exudates and ulcers in skin was evaluate.Samples of the vessels and peripherical skin was prepared and stained with hematoxylin-eosin for leukocyte exudates and granulation tissue. Both, electric and mechanical treatment showed no statistical differences,actually the galvanic eletric sharp stream was ineffective to produce sclerosis in the vessels. Another survey, probably using an stronger eletric flow or different means of study, must be provide.

Foi idealizado e construido um aparelho que utiliza a corrente elétrica galvânica em baixa amperagem (100m A ,200m A, 300m A) com o propósito de causar esclerose em vasos venosos de pequeno calibre, utilizando a veia marginal da orelha direita do coelho. O presente estudo buscou verificar em modelo experimental, o efeito da corrente elétrica galvânica em baixa amperagem. Foram utilizados 45 coelhos Nova Zelandia, distribuídos em 3 grupos de 15 animais , sendo utilizada a orelha esquerda como controle e a orelha direita como experimento. No grupo experimento os animais do grupo I foram submetidos à corrente elétrica galvânica de 100m A , no grupo II à 200m A, e no grupo III à 300m . No grupo controle, os animais foram submetidos somente ao procedimento mecânico de aplicação da agulha ao longo da veia marginal da orelha esquerda, sendo realizado uma, duas e três aplicações com intervalo de sete dias entre cada aplicação. Todos os animais foram avaliados quatorze dias após a última aplicação, em aspectos macro e microscópicos. Os resultados mostraram que, tanto a corrente elétrica galvânica em baixa amperagem, quanto o simples trauma mecânico da agulha, não são capazes de produzir esclerose na veia marginal da orelha do coelho que seja estatisticamente significante.
Assunto Rabbits
Sclerotherapy
Sclerosis
Coelhos
Escleroterapia
Esclerose
Idioma Português
Data 2001-12-01
Publicado em Acta Cirurgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 16, n. 4, p. 238-242, 2001.
ISSN 0102-8650 (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Extensão 238-242
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502001000400009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-86502001000400009 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1297

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0102-86502001000400009.pdf
Tamanho: 980.6Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta