Estudo histopatológico da retina de coelhos após injeção intravítrea de lidocaína

Estudo histopatológico da retina de coelhos após injeção intravítrea de lidocaína

Título alternativo Histopathologic study of the retina in rabbits after intravitreous injection of lidocaine
Autor Ferreira, Marcos Antônio Autor UNIFESP Google Scholar
Rigueiro, Moacyr Pezati Autor UNIFESP Google Scholar
Moralles, Paulo Henrique Google Scholar
Ferreira, Magno Antônio Google Scholar
Farah, Michel Eid Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal de Uberlândia
Resumo Purpose: To study the retinal alterations in rabbit eyes after intravitreal injection of 0.5, 1.0 and 2.0% lidocaine through histopathological analysis with light and transmission electron microscopy. Methods: Forty eyes of 20 New Zeland albino rabbits were submitted to intravitreal injection of 0.5 (group II), 1.0 (group III) and 2.0 % (group IV) lidocaine in the right eyes and saline solution in the left eyes (group I - control) after general anesthesia. Bilateral indirect ophthalmoscopy was performed before the intravitreal injection, during the procedure, one hour postoperative and on days 1, 3, 7 and 15. On the same days one eye of group II, two eyes of group III and one eye of group IV were enucleated and examined under light and transmission electron microscopy. Results: No alterations were found under bilateral indirect ophthalmoscopy before and during the intravitreal injection, but on days 1, 3, 7 and 15 after the procedure the retina showed a whitish aspect, an elevation of the vitreous-retinal interface, retinal edema and virtual condensation ring in all groups. No alterations were found using light and transmission electron microscopy analysis. Conclusion: Intravitreal injection of 0.5, 1.0 and 2.0% lidocaine morphologically showed no toxicity to New Zeland albino rabbit retina, based on light and transmission electron microscopy analysis.

Objetivo: Estudar em olhos de coelhos as alterações retinianas após injeção intravítrea de lidocaína nas concentrações 0,5, 1,0 e 2,0% por meio de análise histopatológica com microscopias de luz e eletrônica de transmissão. Métodos: Foram utilizados 40 olhos de 20 coelhos albinos da raça Nova Zelândia, submetidos à injeção intravítrea de lidocaína a 0,5% (grupo II), 1,0% (grupo III) e 2,0% (grupo IV) nos olhos direitos e solução salina nos olhos esquerdos (grupo I-controle) após anestesia geral. Foi realizada oftalmoscopia binocular indireta, antes, durante, imediatamente e uma hora após a injeção intravítrea e nos dias 1º, 3º, 7º e 15º de evolução. Nos mesmos períodos um olho do grupo II, dois olhos do grupo III, um olho do grupo IV e todos olhos contralaterais (grupo I), foram enucleados e examinados sob microscopia de luz e eletrônica de transmissão. Resultados: A observação por oftalmoscopia binocular indireta antes e durante a injeção intravítrea não apresentou alteração em todos os olhos examinados. Após a injeção intravítrea observou-se a retina com aspecto esbranquiçado difuso, elevação da interface vítreo-retiniana, focal e próximo ao local de injeção, edema de retina e anel de condensação vítrea tanto no grupo controle quanto nos olhos com injeção de lidocaína. A análise histológica por microscopia de luz e eletrônica de transmissão não evidenciou alterações em nenhum dos olhos examinados. Conclusões: A injeção intravítrea de lidocaína nas concentrações de 0,5, 1,0 e 2,0% demonstrou ser atóxica para a retina, considerando os estudos de microscopia de luz e eletrônica de transmissão.
Assunto Rabbits
Lidocaine
Injections
Local anesthetics
Vitreous body
Retina
Electron microscopy
Scanning transmission electron microscopy
Animals
Coelhos
Lidocaína
Injeções
Anestésicos locais
Corpo vítreo
Retina
Microscopia eletrônica
Microscopia eletrônica de transmissão e varredura
Animais
Idioma Português
Data 2002-01-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 65, n. 1, p. 49-52, 2002.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Editor Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 49-52
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492002000100009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492002000100009 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1317

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-27492002000100009.pdf
Tamanho: 78.22Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta