Estimulação cardíaca com variação de freqüência em sistema de alça fechada e sensor de contractilidade miocárdica: avaliação tardia em estudo multicêntrico

Estimulação cardíaca com variação de freqüência em sistema de alça fechada e sensor de contractilidade miocárdica: avaliação tardia em estudo multicêntrico

Título alternativo Cardiac pacing with frequency variation in closed loop system and myocardial contractility sensor: late evaluation in multicenter study
Autor Andrade, José Carlos S. De Autor UNIFESP Google Scholar
Andrade, Veridiana Silva De Autor UNIFESP Google Scholar
Azambuja, Paulo Ceratti Google Scholar
Barbosa, Gilberto Venossi Google Scholar
Benedetti, Humberto Autor UNIFESP Google Scholar
Falleiro, Roque Paulo Torres Google Scholar
Fragomeni, Luis Sérgio Google Scholar
Jazbik, José Google Scholar
Motta, Newton José Martins Google Scholar
Tomas, Aldo Aller Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de Passo Fundo Faculdade de Medicina
Universidade Federal do Rio Grande do Sul Faculdade de Medicina
Hospital Universitário Pedro Ernesto
Hospital Santa Isabel
Casa de Saúde São José
Resumo INTRODUCTION: The treatment of bradycardias with bicameral pacemakers (PM) with frequency response (DDD,R) has motivated the search of an ideal sensor. We did a late re-evaluation (3 years) the frequency response of those PM with myocardial contractility sensor in closed loop system. MATERIAL AND METHODS: Thirty patients (pts) of the initial study done in 1997, who presented binodal disease and 3-year implantation were evaluated, being 60% male, ages between 17-87 (average = 61). Their heart frequency (HF) was observed through a 24 Holter monitoring and MP frequency histogram on the daily activities, plus 6-minute walk and going up and downstairs tests. Chronic pacing thresholds were determined as well as atrial (A) and ventricular (V) sensitivity, checking them against those obtained in the implantation and immediate post-operative periods. RESULTS: The average threshold in the intra-operative, 30 days and 3 years were as follows: A pacing (0.8, 1.4 and 1.1V) and V (0.5, 1.1 e 1.0V), A sensitivity (2.3, 2.8 e 2.6mV) and V (10.6, 6.3 and 6.3mV). The HF at the 3rd year increased for daily activities (physical and mental) from 33 to 91%, and for physical exercises tests from 21 to 130%, similarly to the results obtained in 30 days (test t student and variation analysis). This contractility sensor kept at the 3rd year the same good results obtained at the 30th day, presenting the following adverse effects: high-energy consumption in 2 pts and difficulty of sensor adjustment in other 2.

INTRODUÇÃO:O tratamento das bradicardias com o emprego de marcapassos (MP) de dupla câmara com resposta de freqüência (DDD,R) tem incentivado a procura de um sensor ideal. Reavaliamos tardiamente (3 anos) a resposta de freqüência desses MP com sensor de contractilidade miocárdica em sistema de alça fechada. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Do estudo inicial feito em 1997 foram reavaliados 30 pacientes que possuíam doença binodal e 3 anos de implante, sendo 60% do sexo masculino, com idades de 17-87 anos (média = 61). A freqüência cardíaca (FC) foi observada através do Holter de 24h e do histograma de freqüência do MP nas atividades diárias e testes de caminhada de 6 minutos e de subir/descer escadas. Determinaram-se os limiares crônicos de estimulação e sensibilidade atriais (A) e ventriculares (V), cotejando-os com os obtidos no implante e no pós-operatório imediato. RESULTADOS: As médias dos limiares no intra-operatório, 30 dias e 3 anos foram as seguintes: estimulação A (0,8, 1,4 e 1,1V) e V (0,5, 1,1 e 1,0V), sensibilidade A (2,3, 2,8 e 2,6mV) e V (10,6,6,3 e 6,3mV). A FC aos 3 anos aumentou nas atividades diárias (físicas e mentais) de 33 a 91% e nos testes de esforço físico de 21 a 130%, à semelhança dos resultados em 30 dias (teste t de Student e análise de variância). Esse sensor de contractilidade manteve aos 3 anos os bons resultados obtidos aos 30 dias, observando-se, como efeitos adversos: o alto consumo energético em 2 pacientes e a dificuldade de ajuste do sensor em outros dois.
Assunto Cardiac pacing, artificial
Pacemaker, artificial
Myocardial contraction
Estimulação cardíaca artificial
Marcapasso artificial
Contração miocárdica
Idioma Português
Data 2002-03-01
Publicado em Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular. Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, v. 17, n. 1, p. 73-78, 2002.
ISSN 0102-7638 (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Extensão 73-78
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-76382002000100011
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-76382002000100011 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1359

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0102-76382002000100011.pdf
Tamanho: 168.1Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta