Alterações dos ácidos biliares na diarreia aguda e persistente e enteropatia ambiental assintomática

Alterações dos ácidos biliares na diarreia aguda e persistente e enteropatia ambiental assintomática

Autor Cruz, Aristides Schier da Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Fagundes Neto, Ulysses Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A proliferacao de enterobacterias no intestino delgado (ID), especialmente anaerobias, promove reacoes enzimaticas que modificam a estrutura dos acidos biliares conjugados. Atraves de desconjugacao e 7α-desidroxilacao, formam-se acidos biliares capazes de provocar alteracoes funcionais e morfologicas na mucosa intestinal.Foram colhidas amostras de aspirado duodenal de 74 lactentes: 23 com diarreia aguda (Grupo I), 17 com diarreia persistente (Grupo II) e 34 com enteropatia ambiental assintomatica (Grupo III). As amostras foram submetidas a cultura e contagem de colonias de enterobacterias e cromatografia de camada delgada para acidos biliares. Nos 3 grupos a incidencia de proliferacao de enterobacterias no ID foi muito alta. Dos 74 lactentes estudados, 19 (25,7%) apresentavam acidos biliares desconjugados no intestino delgado: 4 (17,4%) no Grupo I, 5 (29,4%) no Grupo II e 10 (29,4%) no Grupo III, sem haver diferenca significante entre os 3 grupos. Os acidos biliares desconjugados encontrados foram: acido colico (14 casos); acido quenodeoxicolico (4 casos); acido deoxicolico (1 caso); acido litocolico (5 casos). Nao houve correlacao entre os isolamentos bacterianos no ID e presenca de acidos biliares desconjugados. Conclui-se que acidos biliares desconjugados e 7α-desidroxilados por enterobacterias frequentemente estao presentes no duodeno em grupos de lactentes com alta incidencia de proliferacao bacteriana no ID. Notavelmente, este fenomeno ocorreu mesmo em lactentes assintomaticos portadores de enteropatia ambiental, sendo este um dos provaveis mecanismos responsaveis pela desnutricao infantil nas comunidades carentes
Assunto Ácidos e Sais Biliares
Diarreia Infantil
Enteropatias
Idioma Português
Data 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 98 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 98 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15249

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta