Aspectos moleculares da infectividade de formas tripomastigotas metaciclicas de Trypanosoma cruzi

Aspectos moleculares da infectividade de formas tripomastigotas metaciclicas de Trypanosoma cruzi

Autor Dorta, Miriam Leandro Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Estudamos neste trabalho alguns aspectos do processo de invasao celular pelo T.cruzi. Em particular, o papel das glicoproteinas de superficie de formas metaciclicas, a gp82 e a gp35/50, foi analisado. Utilizando um total de quatro tipos celulares e 11 diferentes cepas de T.cruzi, observamos que, independente do tipo de celula utilizada, seja fagocitica ou nao fagocitica, de origem humana ou murina, determinadas cepas (Y e CL) apresentam alto nivel de invasao, enquanto outras (G e Tulahuen) sao pouco invasivas. Os nossos resultados mostraram haver uma correlacao entre infectividade de formas metaciclicas de T.cruzi oin vitroo e oin vivoo. A importancia da mobilizacao de Ca2+ da celula hospedeira na invasao pelas formas metaciclicas de T.cruzi foi demonstrada em ensaios de inibicao da invasao por fatores que interferem com a mobilizacao desse ion. O tratamento de celulas HeLa com tapsigargina ou ionoforo de calcio A23187, na ausencia de Ca2+ extracelular, diminuiu significativamente o indice de invasao. Desde que o efeito inibitorio na ausencia de Ca2+ extracelular, assim como na presenca de CdCl2 (antagonista nao especifico de canais de calcio) foi pequeno, enquanto o efeito inibitorio de tapsigargina foi consideravel, postula-se que a liberacao de Ca2+ de compartimentos intracelulares, mais que o influxo de calcio do meio extracelular, esteja regulando o processo de invasao celular por tripomastigotas metaciclicos. Observamos um aumento de calcio intracelular, [Ca2+]i, na celula hospedeira alguns segundo apos o contato com formas metaciclicas vivas ou com extrato sonicado do parasita, de ordem de 100% ou mais acima do nivel basal. Extrato sonicado de formas epimastigotas foi incapaz de desencadear o sinal de Ca2+. As glicoproteinas, gp82 e gp35/50, na sua forma purificada, foram capazes de induzir aumento de [Ca2+]i na celula hospedeira. Tanto a gp35/50 quanto a gp82 ligam-se as celulas HeLa de maneira dose dependente e saturante e inibe significativamente a invasao celular. A gp82 inibiu em cerca de 80% e 60% respectivamente a entrada de formas metaciclicas das cepas CL e G em celulas HeLa, enquanto a inibicao por gp35/50 foi de cerca de 80% para a cepa G e 30% para a cepa CL. A identificacao da gp82 como principal molecula de superficie de formas metaciclicas envolvida na invasao celular levou-nos a determinar a regiao dessa molecula relevante neste processo. Os resultados dos ensaios com as varias proteinas recombinantes contendo diferentes sequencias da gp82 sugerem que o dominio central da molecula, entre os aminoacidos 224-356, e requerido para a interacao com a celula ospedeira. Embora dados da literatura indiquem a mobilizacao de lisosomas da celula hospedeira como requisito para a entrada de T.cruzi, em nossos experimentos nem sempre conseguimos visualizar a associacao de lisosomas com tripomastigotas metaciclicos durante o processo de invasao
Assunto Trypanosoma cruzi
Cálcio
Idioma Português
Data 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 84 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 84 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15263

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta