Importancia da determinacao serica da proteina C reativa na avaliacao das pancreatites agudas

Importancia da determinacao serica da proteina C reativa na avaliacao das pancreatites agudas

Autor Gaburri, Ana Karla Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo As pancreatites agudas caracterizam-se por curso clinico variavel com potencial evolucao para formas graves e com prognostico reservado em alguns pacientes. Estes pacientes devem ser prontamente identificados visto que evoluem rapidamente com complicacoes e mesmo para obito. Apesar dos esforcos em estudos realizados ainda nao existe criterio ideal para predicao da gravidade das pancreatites agudas. Neste estudo avaliamos a dosagem serica da Proteina C Reativa como criterio preditivo de gravidade bem como indicativo de surgimento de complicacoes nas pancreatites agudas. Estudamos consecutivamente 43 pacientes com diagnostico de pancreatite aguda. Todos foram submetidos a tomografia computadorizada com injecao endovenosa de contraste em oboluso. A partir da analise das tomografias foi aplicado indice prognostico anteriormente descrito e os pacientes divididos em dois grupos: grupo I constituido de 12 pacientes com pancreatite aguda grave caracterizadas por indice > 5 e grupo II constituido por 31 pacientes com pancreatite aguda leve caracterizadas por indice < 5. As dosagens sericas da Proteina C Reativa foram realizadas pelo metodo de imunodifusao radial, a partir de amostras de sangue coletadas nos 20, 50 e 70 dias de evolucao dos quadros de pancreatite. Verificamos que as concentracoes sericas de Proteina C Reativa foram superiores nos pacientes com pancreatite aguda grave em relacao aos com pancreatite aguda leve, sendo a diferenca estatisticamente significante. Maior significancia foi observada para niveis de Proteina C Reativa superiores a 7,5 mg/dl, tendo a sensibilidade e especificidade respectivamente de 83% e 61% no 20 dia, 75% e 70% no 50 dia e 70% e 82% no 70 dia. Os valores preditivos positivo e negativo foram respectivamente de 45% e 90% nos 20 dia, 50% e 88% nos 50 dia e 63% e 88% nos 70 dia. Analisando comportamento da Proteina C Reativa em relacao ao surgimento de complicacoes pudemos observar que o grupo de pacientes que evoluiram com complicacoes apresentaram niveis sericos superiores aos dos que nao as apresentaram sendo a diferenca estatisticamente significante. No entanto, analise individual destes pacientes nao foi util para diagnostico do surgimento de complicacoes
Assunto Pancreatite
Proteína C-Reativa
Prognóstico
Idioma Português
Data 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 62 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 62 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15285

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta