Analise do padrao de resistencia de territorios vasculares maternos e conceptuais, no primeiro trimestre da gravidez

Analise do padrao de resistencia de territorios vasculares maternos e conceptuais, no primeiro trimestre da gravidez

Autor Zanforlin Filho, Sebastiao M Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Investigamos transversalmente a circulacao retrotrofoblastica, arterias uterinas, arterias umbilicais, aorta e cerebrais fetais em 182 gestacoes normais, entre 5 e 12 semanas, utilizando a ultra-sonografia transvaginal com Doppler colorido. Os fluxos conceptuais foram avaliados segundo a morfologia de suas OVF, seus IR e IP; ja no territorio materno, analisamos o IR retrotrofoblastico e das arterias uterinas alem de correlacionarmos estas com a lateralidade do corpo luteo. Todos os dados foram agrupados por semanas de gestacao. Pudemos detectar fluxos em todas as arterias uterinas, o IR medio foi de 0,83 (+/-0,10) com reducao gradativa ao longo das semanas (P<0,0001); as arterias uterinas ipsilaterais ao corpo luteo apresentaram IR menor nas semanas 6, 8, 9 e 10 (P<0,05), sugerindo osequestroo de fluxo por parte deste. O espaco retrotrofoblastico apresentou fluxos com IR medio de 0,48 (+-0,08), tambem apresentando reducao com o evoluir da gestacao (P<0,0001). Os fluxos conceptuais foram detectados inicialmente nas arterias umbilicais e aorta a partir de 6 semanas, e nas cerebrais a partir de 7 semanas. O IP medio no territorio umbilical foi de 2,58 (+-0,47), no aortico 2,61 (+/-0,39) e no cerebral, 2,37 (+/-0,47); a presenca de fluxos ate o final do ciclo cardiaco na 12a semana foi observada em 33,3%, 22,2% e 99,4% respectivamente. Houve reducao dos IP e IR nos tres territorios, mais significante no territorio cerebral. Nossos achados e a analise de relatos da literatura nos encorajam a pensar que a ausencia de fluxos telediastolicos embrionarios inicialmente nao se deva a aumento de resistencia vascular ajusante, mas ao baixo debito cardiaco associado a baixa resistencia vascular que provavelmente existe no periodo embrionario
Assunto Ultrassonografia Doppler em Cores
Estruturas Embrionárias
Primeiro Trimestre da Gravidez
Idioma Português
Data 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 121 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 121 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15363

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta