Efeito da exposicao previa no comportamento de ratos submetidos ao labirinto em cruz elevado: estudo de alguns variaveis intervenientes

Efeito da exposicao previa no comportamento de ratos submetidos ao labirinto em cruz elevado: estudo de alguns variaveis intervenientes

Autor Chacur, Christiane Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O labirinto em cruz elevado (LCE) e um dos modelos mais utilizado, principalmente para a determinacao da acao de drogas ansioliticas. Porem, verificou-se recentemente, um fenomeno relacionado ao labirinto, em que um benzodiazepinico, de acao ansiolitica, deixa de exercer seu efeito em animais ja expostos ao LCE . Este fenomeno, denominado de oone trial toleranceo (File et al, 1990) tem sido considerado um dos fatores de limitacao do modelo. Assim, considerando-se a importancia de se compreender melhor o fenomeno, o objetivo do presente trabalho foi o de verificar se a modificacao na conformacao do LCE; a alteracao do tempo ou o tratamento com agente amnestico, na primeira exposicao dos animais afeta o fenomeno, bem como verificar se o fenomeno ocorre tambem para o efeito anticonvulsivante do CDZ. Para tal, os ratos foram expostos ao LCE em diferentes conformacoes ( LCE3=3 bracos abertos e 1 fechado; LCE4= 4 bracos abertos; LCE2x2= 2 bracos abertos e 2 fechados, nao alternados) e apos 24 horas tratados com CDZ e avaliados no LCE convencional, por 5 minutos. Para verificar a importancia do tempo de exposicao, os ratos foram expostos por 1 ou 2 minutos ao LCE e apos 24 horas tratados com CDZ e avaliados no labirinto por 5 minutos. O pentobarbital foi o agente amnestico utilizado logo apos a primeira exposicao dos animais ao LCE. Apos 24 horas os mesmos ratos foram submetidos ao modelo apos tratamento com CDZ e avaliados por 5 minutos. Para verificar se o efeito anticonvulsivante do CDZ sofre alteracao em animais pre-expostos ao LCE, os ratos foram expostos ao modelo sob efeito do CDZ e logo apos os 5 minutos receberam injecao de PTZ e observou-se a ocorrencia ou nao de convulsoes. Avaliou-se tambem se animais expostos ao LCE por 5 ou 10 minutos sao mais susceptiveis a convulsoes induzidas por PTZ. Os resultados levaram a concluir que o fenomeno da oone trial toleranceo ocorre em ratos expostos ao LCE, mesmo que em conformacoes diferentes e em exposicoes mais curtas, como de 1 ou 2 minutos. O efeito anti-convulsivante do CDZ nao sofre alteracao em ratos pre-expostos. O uso do pentobarbital logo apos a primeira exposicao dos animais ao LCE nao modificou o fenomeno da oone trial toleranceo. E, finalmente, verificou-se que a simples exposicao dos animais ao LCE e capaz de aumentar o numero de convulsoes induzidas por PTZ
Assunto Ansiedade
Ratos
Idioma Português
Data 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 45 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 45 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15374

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta