Tenorrafia e envelope venoso tendinoso (EVT)

Tenorrafia e envelope venoso tendinoso (EVT)

Autor Ely, Jorge Bins Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O autor realizou estudo morfo-funcional em tendo musculi extensor digitorum communis, da regium dorsum carpi apos tenorrafia com diferentes tecnicas (procedimentos) em vinte e quatro (24) caes Beagles (n = 48). Foram comparados tres (3) procedimentos (dezesseis (16) manus cada); o primeiro, denominado tradicional (TRAD), onde foi utilizada a tecnica tipo BUNNELL; o segundo, denominado envelope venoso tendinoso (EVT), onde a tenorrafia foi envolta por um segmento de vena autologa; e o terceiro, denominado procedimento simulado (SHAM), no qual os caes tambem foram imobilizados e submetidos a divulsao de tres (3) cm do tendo estudado, como nos dois (2) procedimentos anteriores. O experimento foi dividido em tres (3) etapas: intervencao cirurgica dos procedimentos, correspondente ao tempo zero (0); retirada do gesso ao final da imobilizacao, correspondente ao tempo vinte e um (21) dias e reintervencao para retirada das pecas operatorias para analise histopatologica, correspondente ao tempo trinta e cinco (35) dias. O estudo morfologico baseou-se em dados histopatologicos obtidos a partir das quarenta e oito (48) pecas cirurgicas retiradas na reintervencao com trinta e cinco (35) dias de pos-operatorio (cada uma com tres (3) cortes), totalizando cento e quarenta e quatro (144) laminas. O estudo funcional baseou-se em dados histopatologicos das diferencas dos angulos da articulatio antebrachiocarpea entre duas (2) posicoes: passiva (fisiologica) e forcada, com um peso adicional de cento e cinquenta (150) g, nos tres (3) procedimentos e nas tres (3) etapas, totalizando duzentos e oitenta e oito (288) radiografias. Os resultados morfologicos analisados pelo teste do quiquadrado (com x² critico de 5,99) demonstraram que o procedimento SHAM obteve menor presenca do que EVT e TRAD quanto a fibrose de feixes tendinosos (x² calculado = 48,00) e fusao de feixes tendinosos ao epimisio e aos tecidos vizinhos (x2 calculado = 39,56). Demonstraram tambem resultados semelhantes entre EVT e TRAD (SHAM < EVT=~TRAD). Quanto a sinovite (x² calculado = 43,63) o procedimento TRAD obteve maior presenca do que EVT e SHAM , sendo estes dois ultimos semelhantes (TRAD > EVT=~SHAM ). Quanto ao espaco virtual entre o tendo e a neobainha (x² calculado = 22,80) o procedimento SHAM obteve maior percentagem que o EVT, e este ultimo maior que o TRAD (SHAM > EVT >TRAD). Os resultados funcionais analisados por testes de analise de variancia por postos (com H critico de 5,99) de FRIEDMAN e KRUSKAL-WALLIS demonstraram que o procedimento EVT obteve maior variacao do angulo da articulatio antebrachiocarpea em relacao ao procedimento TRAD (SHAM=~EVT > TRAD) tanto no tempo vinte e um (21) dias (H calculado = 22,58) correspondente a retirada do gesso, quanto no tempo trinta e cinco (35) dias (H calculado = 8,08) correspondente a reintervencao cirurgica. O estudo morfo-funcional do tendo musculi extensor digitorum communis, em caes Beagles, demonstrou que o procedimento envelope venoso tendinoso (EVT) tenorrafia envolta por segmento de vena autologa, obteve melhores resultados do que o procedimento tradicional (TRAD) tenorrafia tipo BUNNELL
Assunto Tendões
Cicatrização
Aderências Teciduais
Cirurgia Plástica
Técnicas de Sutura
Idioma Português
Data 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 102 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 102 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15379

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta