Aspectos clinicos, bioquimicos e patologicos de uma serie de pacientes com incidentalomas de adrenal

Aspectos clinicos, bioquimicos e patologicos de uma serie de pacientes com incidentalomas de adrenal

Autor Ferreira, Joao Guimaraes Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Entre 31 pacientes portadores de incidentaloma de adrenal overdadeiroso, quatro apresentaram cortisol nao supressivel apos dose baixa de dexametasona, e uma paciente adicional evoluiu com quadro de insufiCiência adrenal apos exerese de adenoma. Portanto, a possibilidade de tumor silencioso produtor de cortisol deve ser sempre investigada em portadores de incidentaloma de adrenal, mediante a dosagem de cortisol apos supressao com dose baixa de dexametasona (utilizada como teste de oscreeningo). Niveis plasmaticos baixos de sulfato de deidroepiandrosterona (SDHEA) foi um achado frequente em nossos pacientes, nao havendo correlacao dos niveis desse esteroide com a possibilidade de lesoes benignas ou malignas. Portanto, a dosagem de SDHEA tem pouco valor na distincao entre lesoes malignas e benignas da adrenal (embora valores muito altos sugiram malignidade primaria da adrenal). Quatro pacientes apresentaram niveis elevados de 17-hidroxiprogesterona, antes e/ou apos estimulo com ACTH. DefiCiência de 21-hidroxilase e, portanto, um achado frequente em pacientes portadores de incidentalomas de adrenal. Identificamos tres casos de feocromocitoma no grupo de incidentalomas overdadeiroso (correspondendo a 10% em frequencia), dos quais dois apresentavam sintomas que poderiam sugerir essa condicao. Feocromocitomas podem se apresentar como massas adrenais de achado incidental. A presenca de sinais ou sintomas deve ser rigorosamente pesquisada na anamnese e exame fisico do paciente. A dosagem de metanefrinas ou catecolaminas urinarias e obrigatoria, e casos com aspecto radiologico suspeito merecem avaliacao especifica adicional com relacao a esse diagnostico. Quatro pacientes portadores de cisto de adrenal foram identificados, sendo que em tres o diagnosticos de pseudocisto foi confirmado por exame histopatologico. Cistos de adrenal devem ser submetidos a aspiracao apos avaliacao hormonal apropriada. A obtencao de liquido hemorragico sugere o diagnostico de pseudocisto; entretanto, a possibilidade de feocromocitoma deve ser considerada. Em pacientes com incidentalomas overdadeiroso, lesoes nao-funcionantes menores do que quatro centimetros podem ser acompanhadas periodicamente atraves de exames de imagem; lesoes estaveis nao requerem exerese cirurgica. Pacientes com malignidade previa conhecida frequentemente requerem biopsia da lesao adrenal, porem nestes a conduta deve ser individualizada, levando-se em conta o tipo e o tempo de seguimento do tumor, bem como as caracteristicas radiologicas da lesao
Assunto Adenoma Adrenocortical
Esteroide 21-Hidroxilase
Síndrome de Cushing
Feocromocitoma
Cistos
Idioma Português
Data 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 35 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 35 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15401

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta