Eficacia e complicacoes da drenagem endoscopica do pseudocisto de pancreas

Eficacia e complicacoes da drenagem endoscopica do pseudocisto de pancreas

Autor Libera Junior, Ermelindo Della Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Pseudocistos de pancreas sao causados principalmente pela pancreatite cronica alcoolica, podendo ser diagnosticados em cerca de 20% a 40% dos portadores de pancreatite cronica e em ate 50% dos pacientes apos pancreatite aguda. O principal sintoma e a dor abdominal e suas complicacoes podem ser fatais. O seguimento dos pacientes com pseudocistos, por exames de imagem, demonstram regressao espontanea da lesao em cerca de 50% dos casos, principalmente aquelas que se desenvolvem apos pancreatites agudas. As lesoes com mais de seis semanas de evolucao em portadores de pancreatite cronica apresentam menores taxas de resolucao espontanea e maior taxa de morbidade e mortalidade. Pacientes com lesoes maiores que 4 cm, sintomaticos, com mais de 6 semanas de evolucao ou com complicacoes, podem ser tratados atraves da drenagem cirurgica, percutanea guiada por exames de imagem, e mais recentemente, pela drenagem endoscopica. O presente estudo avaliou a eficacia e complicacoes da drenagem endoscopica dos pseudocistos de pancreas, alem da recorrencia dos sintomas e da lesao. Trinta pacientes portadores de pseudocisto de pancreas foram incluidos no estudo, sendo realizada drenagem em 25 que apresentavam condicoes favoraveis, por via transmural ou transpapilar. Os procedimentos de drenagem foram: cistogastrostomia, cistoduodenostomia e/ou drenagem transpapilar. Os resultados deste estudo mostraram resolucao em 70% dos pseudocistos tratados, se avaliados pelo criterio ointencao de tratamentoo e 84% ao serem analisados pelo criterio do presente protocolo. A taxa geral de morbidade foi de 16,2%, sendo a maioria delas tratadas clinica e/ou endoscopicamente. Houve melhora significativa da dor abdominal apos a drenagem e regressao do pseudocisto, e a recorrencia da lesao foi observada em 4,8% dos pacientes apos seguimento medio de 39 semanas. Concluimos que a drenagem endoscopica do pseudocisto de pancreas e eficaz, suas complicacoes sao incomuns e, na maioria dos casos, passiveis de tratamento conservador. O alivio dos sintomas e obtido na maioria dos pacientes tratados com sucesso e a recorrencia da lesao nao e comum apos seguimento medio de cerca de 10 meses
Assunto Humanos
Drenagem
Endoscopia do Sistema Digestório
Pseudocisto Pancreático/terapia
Humanos
Idioma Português
Data 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 86 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 86 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15428

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta