Ensaios biomecanicos comparativos de flexao e cisalhamento em disjuncoes do arcus zygomaticus normal, com osteossintese classica e adesivo butil-2-cianoacrilato

Ensaios biomecanicos comparativos de flexao e cisalhamento em disjuncoes do arcus zygomaticus normal, com osteossintese classica e adesivo butil-2-cianoacrilato

Autor Sica, Domingos Geraldo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A busca de solucoes alternativas para o tratamento de ferimentos osseos da face motivou o presente trabalho, cujo escopo foi estudar comparativamente a osteossintese da disjuncao experimental da sutura temporozygomatica, pelo classico metodo com fio de aco inoxidavel ou com o uso de adesivo cirurgico sintetico (butil-2-cianoacrilato), utilizando-se como parametros de comparacoes testes biomecanicos onde sao aferidas a forca de flexao e da tensao de cisalhamento do arcus zygomaticus. Os resultados foram comparados tambem com estruturas osseas similares em condicoes normais (sem disjuncao experimental). Foram utilizados 36 caes, com peso de dez a doze quilogramas (kg). Os animais foram distribuidos em tres grupos iguais de doze animais: grupos Normal, Fio e Cola. Os caes dos grupos Fio e Cola, apos anestesia endovenosa, foram submetidos a dierese inciosional na regio zygomaticus e, apos disseccao cirurgica era exposto o arcus zygomaticus. Na sequencia, praticava-se a disjuncao de sutura temporozygomatica, com instrumentos apropriados. O mesmo procedimento era repetido no lado contralateral de cada animal. As osteossinteses das disjuncoes dos arcus zygomaticus eram praticadas com fio de aco inoxidavel ou com cola (butil-2-cianoacrilato), conforme o grupo a que pertencesse o animal. Os 24 animais foram observados por 40 dias, findos os quais eram reoperados para a remocao das pecas osseas, e a seguir submetidos a eutanasia. O grupo Normal. O grupo Normal era composto por 12 caes aparentemente higidos, em que eram removidos os arcus zygomaticus de ambos os lados, e posteriormente submetidos a eutanasia. As 72 pecas osseas (arcus zygomaticus) passaram a constituir os ocorpos de provao, que foram testados em Maquina de Ensaios Universal, quanto a carga de forca de flexao ou de tensao de cisalhamento, que sao os dois tipos de esforcos fisicos mais comuns que atuam sobre os ossos da face, na vigencia de traumatismos. Os dados encontrados foram submetidos a analise estatistica. O conjunto dos resultados obtidos atraves dos ensaios biomecanicos a que foram submetidos todos os arcus zygomaticus, indica comportamento similar quanto a exposicao a forca de flexao e a tensao de cisalhamento nos grupos Normal, Fio e Cola
Assunto Animais
Cianoacrilatos
Zigoma
Fenômenos Biomecânicos
Cães
Animais
Idioma Português
Data 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 60 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 60 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15447

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta