Disfluencia fisiologica

Disfluencia fisiologica

Autor Degiovani, Verena Maiorino Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O objetivo desta pesquisa foi o de caracterizar qualitativa e quantitativamente as disfluencias de fala de um grupo de 49 criancas, sem queixa de gagueira, compreendidas entre as faixas etarias de 3 a 6 anos. Onze tipos de disfluencias foram observados na fala destas criancas. Nao houve diferenca estatisticamente significante entre as faixas etarias e sexo.A media das disfluencias obtida foi de 13,9%. As disfluencias denominadas pausa plena, repeticao de palavras e revisao de frase foram as mais frequentes e as frases incompletas, pausa no meio da palavra e bloqueio, as menos frequentes na amostra de fala estudada. Levantamos as hipoteses que algumas disfluencias estao relacionadas ao planejamento de frases e outras a execucao motora das frases durante o desenvolvimento normal da fala. Verificamos tambem que alguns tipos de disfluencias, se muito frequentes na fala de criancas, podem indicar possiveis alteracoes de linguagem. Por fim observamos que o numero de repeticao de palavras monossilabicas foi nitidamente superior ao numero de repeticao de palavras polissilabicas
Assunto Gagueira
Desenvolvimento da Linguagem
Idioma Português
Data 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 75 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 75 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15483

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta