Valor prognóstico da ecocardiografia com estresse pela dobutamina associada a atropina em mulheres

Valor prognóstico da ecocardiografia com estresse pela dobutamina associada a atropina em mulheres

Título alternativo Prognostic value of stress echocardiography with the association of atropine and dobutamine in women
Autor Cordovil, Adriana Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Andrade, José Lazaro de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A eficácia dos métodos diagnósticos não invasivos em detectar doença arterial coronariana ou em prognosticar eventos cardíacos futuros, tem sido analisada durante anos em grupos de indivídtios predominantemente do sexo masculino. Apesar de a ecocardiografia com estresse pela dobutamina associada à atropina ser um método seguro e acurado para diagnosticar doença arterial coronariana, e além disso ser capaz de identificar indivíduos de alto risco para eventos como infarto e óbito, não há estudos analisando seu valor prognóstico na população feminina.No nosso estudo foram analisadas 300 mulheres que se submeteram à ecocardiografia com dobutamina-atropina, e que foram acompanhadas durante um período de 65 meses.Demonstrou-se que mulheres que apresentaram testes negativos para isquemia tiveram probabilidade de 94 de terem uma sobrevida livre de infarto e óbito no acompanhamento, ao passo que a probabilidade de mulheresá com testes positivos de sofrerem estes mesmos eventos no mesmo período foi de 78. Essa diferença entre mulheres com testes positivos e negativos também foi significativa quando foram analisados eventos menores e eventos totais.Mulheres com testes positivos para isquemia tiveram 16,7 vezes mais chance de ter eventos do qudo íe mulheres com testes negativos. Por meio da análise do índice de motilidade da parte do ventriculo esquerdo, observou-se que em mulheres que tiveram testes positivos e näo apresentaram eventos no acompanhamento, ocorreu isquemia menos importante do que em mulheres com testes positivos que apresentam eventos. Concluindo, a ecocardiografia com estresse pela dobutamina associada à atropina foi capaz de identificar mulheres com alto risco para eventos maiores, com infarto e óbito, e através do seu alto valor preditivo negativo, poderá auxiliar na reduçäo de indicaçöes de coronariografia nessa populaçäo
Assunto Ecocardiografia
Dobutamina
Mulheres
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 84 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 84 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15596

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta