Uso do adesivo biológico de fibrina para reinserção de músculos reto superiores em coelhos: estudo clínico histopatológico

Uso do adesivo biológico de fibrina para reinserção de músculos reto superiores em coelhos: estudo clínico histopatológico

Título alternativo Use of fibrin biological tissue adhesive for reinserction of upper rectal muscle in rabbits: clinical and histological study
Autor Moreira, Ana Tereza Ramos Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Scarpi, Marinho Jorge Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A procura de novos métodos de adesão tecidual tem sido uma constante nas diversas áreas da cirurgia. Recentemente, atenção especial tem sido dada a um tipo de adesivo biológico composto por fibronogênio e trombina, que quando comparado a outros adesivos como o cianoacrilato, apresenta a vantagem de ser totalmente absorvível e é considerado o melhor entre os adesivos teciduais. O presente estudo foi realizado em coelhos, e teve como objetivos: 1- avaliar a capacidade de adesão do adesivo biológico de fibrina na cirurgia de reinserção do músculo reto superior destes animais; 2- comparar a função motora de elevação do músculo reto superior de um olho utilizando o adesivo biológico de fibrina, com a função do músculo reto superior contralateral, suturado com poliglactina 910 (VicrylR); 3- avaliar a resistência da adesão produzida pelo adesivo biológico de fibrina na junção músculo escleral em relação à mesma produzida pela poliglactina 910; 4- avaliar, através de exame histopatológico, a reação tecidual produzida pelo adesivo biológico de fibrina na junção músculo escleral e compará-la com a reação produzida pela poliglactina 910. A amostra constituída por 40 animais, foi separada de acordo com o periodo de tempo pós-operatório(2.º,7.º, 21.º e 42.º dias). Em cada período foram estudados 2 grupos com 4 coelhos cada, e outro grupo com 2 animais, totalizando 10 coelhos por período. Em todos os coelhos por período. Em todos os coelhos, ambos os olhos foram operados. Grupo A: composto de 4 coelhos, tendo sido operados os 8 músculos reto superiores. Em um olho foi aplicado o adesivo biológico, para a reinserção do músculo reto superior e denominado subgrupo Al. No olho contalateral, subgrupo A2, utilizou-se o fio de sutura VicryR 6.0 para a reinserção do músculo reto superior na esclera. Grupo B: composto de 2 coelhos, tendo sido realizada cirurgia nos 4 músculo reto superiores, utilizando solução fisiológica a 0,9(por cento). Foi o grupo de controle histológico dos parâmetros biológicos de regeneração e reparação muscular. Grupo C: composto por 4 coelhos nos quais foi realizado o mesmo procedimento do grupo A. Tal grupo foi criado com o objetivo de medir a resistência da reinserção muscular com dinamômetro digital. Ao final do primeiro minuto após a aplicação do adesivo biológico, as fibras musculares apresentaram-se aderidas na esclera. O exame da função muscular no 2.º dia de pós-operatório(PO) revelou...(au).
Assunto Adesivo tecidual de fibrina
Estrabismo/cirurgia
Músculos oculomotores
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 141 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 141 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15630

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta