Fatores de risco para doença aterosclerótica em estudantes de uma universidade privada de São Paulo

Fatores de risco para doença aterosclerótica em estudantes de uma universidade privada de São Paulo

Título alternativo Risk factors for atherosclerotic disease among students of a private University of São Paulo
Autor Rabelo, Lísia Marcílio Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Fisberg, Mauro Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Apesar dos avanços na área cardiovascular, a doença aterosclerótica (DA) continua a ser uma das principais causas de morbidade e mortalidade na população adulta, inclusive em nosso meio. Embora a incidência de suas manifestações clinicas seja mais significante a partir dos 45 anos, o processo aterosclerótico se inicia na infância. O ritmo de progressão dessa doença é variável, dependendo do grau de exposição a uma série de fatores de risco modificáveis e não modificáveis. Objetivo: Como a maioria dos fatores de risco para a DA têm início ou é adquirida na infância, esse estudo objetivou caracterizar o perfil de risco de adolescentes e adultos jovens, no sentido de fornrcer subsídios para a elaboração de planos terapêuticos adequados a nossa realidade. Metodologia: Foram avaliados 209 calouros, de ambos os sexos, na faixa etária de 17 a 25 anos de uma universidade privada de São Paulo. A avaliação contou de 3 etapas (clínica, nutricional e laboratorial) e a participação da mesma foi voluntária. Durante a avaliação clínica, os calouros respondem a um questionário padronizado, visando investigar a presença de fatores de risco para DA, e foram submetidos a um exame físico. Dados antropométricos (peso e altura) e nutricionais (recordatório alimentar de 24 horas) foram obtidos no decorrer da avaliação nutricional. Através das dosagens bioquímicas foram obtidos os valores do colesterol total e frações, triglicérides e glicemia. A associasção entre alteraões no perfil lipídico com outros fatores de risco como: sedentarismo, dieta, tabagismo, hipertensão arterial, história positiva para doença aterosclerótica, obesidade e diabetes também foi investigada. Resultados: Dos 209 estudantes avaliados, 72,2(por cento) eram mulheres e 52,6(por cento) estavam na faixa etária entre 17 a 19 anos. Dislipidemias, caracterizadas por níveis de colesterol total (CT) e LDL-c aumentados, ocorreram em 9,1(por cento) e 7,6(por cento) da amostra respectivamente. Níveis diminuídos de HDL-c foram observados em 8,6(por cento) dos estudantes, e níveis aumentados de triglicérides (TG) em l6,3(por cento) deles. O sedentarismo, presente em 78,9(por cento) da amostra, foi o fator de risco mais prevalente, seguido por ingestão inadequada de gordura total (77,5(por cento)). O tabagismo e a hipertensão arterial apresentaram a mesma prevalência(15,8(por cento)). Dos 33 indivíduos hipertensos, 60(por cento) deles era do sexo ...(au).
Assunto Aterosclerose
Fatores de risco
Adolescente
Adulto
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 82 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 82 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15643

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta