Parâmetros endoscópicos, ultra-sonográficos e do ultra-som doppler na avaliação do risco de sangramento por varizes de esôfago em pacientes com esquistossomose hepatesplênica

Parâmetros endoscópicos, ultra-sonográficos e do ultra-som doppler na avaliação do risco de sangramento por varizes de esôfago em pacientes com esquistossomose hepatesplênica

Título alternativo Endoscopic. ultrasonographic and doppler ultrasound parameters in the evaluation of gastrointestinal hemorrhage in patients with Schistosomiasis mansoni
Autor Martins, Renato Duffles Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Ferrari, Angelo Paulo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Neste estudo avaliamos o uso de parametros endoscopicos, ultra-sonograficos e de ultra-som doppler na avaliacao do risco de sangramento por varizes de esofago em pacientes com esquistossomose hepatesplenica compensada, sem outros fatores que reconhecidamente causam lesao hepatica. Varizes esofago-gastricas estao presentes na maioria dos pacientes com esquistossomose hepatesplenica e o sangramento variceal, frequentemente primeiro sintoma da doenca, e a complicacao com a maior taxa de mortalidade da parasitose. Com o objetivo de estabelecer indicadores de risco de sangramento variceal, analisamos parametros endoscopicos (calibre, sinais vermelhos, varizes de fundo gastrico e gastropatia congestiva), ultra-sonograficos (lobo hepatico direito, lobo hepatico esquerdo, espessamento periportal, espessamento perivesicular, calibre da veia porta, calibre da veia esplenica, eixo longitudinal do baco, volume esplenico e circulacao colateral) e do us-doppler (velocidade da veia porta, velocidade da veia esplenica, fluxo da veia esplenica e indice de conGestão da veia porta) em 40 portadores da esquistossomose hepatesplenica com varizes esofago-gastricas, nao alcoolatras e com sorologia negativa para o virus B e C da hepatite. Estes pacientes foram divididos em dois grupos de acordo com antecedente de sangramento variceal e o grupo com antecedente de sangramento foi sub-dividido de acordo com realizacao previa ou nao de escleroterapia endoscopica. Os quatro parametros endoscopicos, dois ultra-sonograficos (espessamento periportal e calibre da veia porta) e o indice de conGestão foram significativamente diferentes entre dois grupos. O indice likehood, usado para estabelecer quais os melhores parametros para diferenciar os pacientes com maior risco de sangramento, definiu que as combinacoes mais importantes destas variaveis em ordem decrescente sao: gastropatia e sinais vermelhos, calibre da veia porta e calibre das varizes, calibre das varizes e gastropatia, indice de conGestão e calibre das varizes, indice de conGestão e sinais vermelhos, calibre das varizes e sinais vermelhos. Embora cientes dos limites da analise estatistica neste estudo, devido ao desenho transversal e numero de pacientes analisados, nossos resultados demonstraram que criterios endoscopicos e do US-Doppler, de forma isolada ou combinados, podem identificar pacientes com maior probabilidade de apresentarem sangramento por...(au)
Assunto Esquistossomose mansoni
Varizes esofágicas e gástricas
Endoscopia
Ultrassom
Ultrassonografia Doppler
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 65 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 65 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15661

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta