Ressonancia magnetica na evolucao da paralisia facial periferica idiopatica: estudo de 30 casos

Ressonancia magnetica na evolucao da paralisia facial periferica idiopatica: estudo de 30 casos

Título alternativo Magnetic ressonance in evolution of the peripheric idiopathic facial paralysis: study of 30 cases
Autor Barberi, Jose Antonio Ferreira Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A paralisia facial periferica idiopatica (PFPI), ou paraliasia de Bell, constitui a causa mais frequente das paralisias faciais. No estudo de diagnostico por imagem, a ressonancia magnetica (RM) passou a ter um papel importante nesta patoologia, ao demonstrar o processo inflamatorio que acontece os diversos segmentos do nervo facial atraves da utilizacao do agente contrastante endovenoso, denominado gadolinium dietilenitramina pentaacetico acido (Gd-DTPA). Este agente tem a propriedade de acumular-se em area de intenso processo inflamatorio, resultado em um realce da intensidade do sinal produzido nas imagens em T1. O presente trabalho compara a evolucao do realce de contraste paramagnetico nos diversos segmentos do nervo facial com a evolucao clinica dos pacientes, baseada na classificacao clinica de HOUSE e BRACKMANN. Considerou-se o numero de segmentos do nervo facial com realce, a classificacao clinica dos pacientes na epoca da realizacao da RM, teste de Hilgar, teste de Shirmer, reflexo do estap'rdio. Estudaram-se inicialmente, 30 pacientes portadores de PFPI unilateral, que foram submetidos a uma primeira avaliacao pela RM na fase aguda da doenca (5 a 21 dias), e submetidos a uma segunda avaliacao pela RM, em media, 30 dias apos a realizacao do primeiro exame. Um grupo de 12 pacientes, pertencentes ao grupo inicial, submeteram-se a uma terceira avaliacao pela RM 30 dias apos a realizacao da segunda avaliacao. Um outro grupo de 12 pacientes pertencentes ao grupo inicial, submeteram-se a uma quarta avaliacao pela RM, realizada com 6 meses do inicio do quadro clinico. No decorrer da evolucao clinica dos pacientes, observou-se uma significativa diminuicao no numero de realce de contrastrs em cada segmento do nervo facial, ao mesmo tempo em que ocorria uma melhora clinica dos pacientes, sendo que o segmento do ganglio geniculado foi aquele em que o realce permaneca por um periodo de tempo maior, ocorrendo diminuicao significante apenas na realizacao na realizacao da quarta avaliacao
Assunto Paralisia Facial
Espectroscopia de Ressonância Magnética
Nervo Facial
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 70 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 70 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15672

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta