Protecao pela espironolactona ao estresse induzido pela hidralazina em miocardio de ratos

Protecao pela espironolactona ao estresse induzido pela hidralazina em miocardio de ratos

Título alternativo Protective for the spironolactone to stress it induced for the hydralazine in myocardium of rats
Autor Costa, Andrea Rodrigues da Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A hidralazina e uma droga vasodilatadora que atua como agente alarmogeno provocando alteracoes em nivel comportamental, morfologico, histoquimico e ultraestrutural atraves da liberacao em excesso de catecolaminas e aumento do influxo intracelular de calcio. A espironolactona, alem de antagonizar a aldosterona, tambem apresenta acao bloqueadora de canais lentos de calcio. O objetivo desta pesquisa foi avaliar o efeito protetor da espironolactona as alteracoes adversas induzidas pela hidralazina, em miocardio de ratos. Foram utilizados quarenta e oito ratos EPM-Wistar divididos em quatro grupos: Controle e Hidralazina, tratados com oleo de oliva subcutaneo (SC) por quatro dias e no quinto dia com agua destilada e hidralazina 40 mg/kg intraperitoneal (IP), respectivamente; os grupos Espironolactona e Espironolactona-Hidralazina tratados com espironolactona 20 mg/kg (SC) por quatro dias e no quinto dia com agua destilada e hidralazina nas mesmas doses dos grupos Controle e Hidralazina. Quatro horas apos as injecoes do quinto dia, os animais foram sacrificados, efetuando-se estudo de supra-renais pela microscopia de luz com metodos histoquimicos para identificacao de lipideos (Sudan IV). Fragmentos do ventriculo esquerdo foram analisados pela microscopia eletronica, estabelecendo-se a proporcao entre mitocondrias integras e com destruicao de cristas mitocondriais (cristolise). Nos grupos que receberam hidralazina, os resultados evidenciaram alteracoes em nivel comportamental tais como pelos ericados, cauda estirada, respiracao ofegante, tremores e convulcao. As alteracoes de anatomia macroscopica foram: testiculos no abdomen, hemorragia intestinal, figado com aspecto de noz moscada e adrenal palida. As alteracoes histoquimicas em nivel de adrenal evidenciaram deplecao de lipideos. As alteracoes ultra-estruturais nos cardiomiocitos foram quantificados pelo indice de cristolise. O indice de cristolise dos grupos foi respectivamente: Controle - 5,8(por cento); Hidralazina - 91,9(por cento)*; Espironolactona - 10,9(por cento); Espirolactona-Hidralazina - 10,2(por cento) *(p<0,01). O pre tratamento pela espironolactona em ratos submetidos a acao alarmogena da hidralazina permitiu concluir: 1) a microscopia de luz, protecao das alteracoes supra-renais; 2) a microscopia eletronica, protecao das lesoes dos cardiomiocitos, melhor observadas em mitocondrias
Assunto Estresse Fisiológico
Mitocôndrias Cardíacas
Hidralazina
Espironolactona
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.]: 1998. 76 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 76 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15733

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta