Utilizacao de recursos e custos de pacientes com febre reumatica

Utilizacao de recursos e custos de pacientes com febre reumatica

Título alternativo Utilization of resources and costs of patients with rheumatic fever
Autor Terreri, Maria Teresa Ramos Ascensao Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução A FR e a afeccao cardiovascular adquirida mais frequente e importante na infancia e permanece um problema de Saúde publica nos paises em desenvolvimento, com impactos financeiros na familia e na sociedade. Entre familias de nivel socio-economico mais baixo que vivem em condicoes de superpopulacao, a sua incidencia se aproxima de 100/100000 criancas. Pelo fato da FR ser uma doenca muitop frequente em nosso meio, o que acarreta gastos excessivos e desnecessarios com o tratamento, que seriam menores caso houvesse uma prevencao adequada e ainda pela falta de dados de estudos no Brasil, nos propusemos a realizar um trabalho sobre o impacto socio-economico da FR em uma populacao de criancas e adolescentes acompanhadas no servico de Reumatologia do setor de Alergia, Imunologia e Reumatologia do departamento de Pediatria da UNIFESP - EPM. Casuistica e metodos Foram selecionados consecutivamente 100 pacientes com FR que preenchiam os criterios de Jones modificados. Os requisitos para inclusao foram: 1) idade de ate 18 anos imcompletos; 2) periodo minimo de seguimento no nosso ambulatorio de 12 meses; 3) apresentar condicoes de fornecer informacoes confiaveis as perguntas contidas no questionario; 4) possuir prontuario medico disponivel e completo para compilacao dos dados necessarios. A determinacao do custo de cada item isolado foi realizada de acordo com tres diferentes sistemas de custeio (Sistema Unico de Saúde, Associacao Medica Brasileira e Particular) e computado para o paciente e para a sociedade. Resultados Dos 100 pacientes estudados, 11 apresentaram recorrencias. No primeiro surto a artrite ocorreu em 68, cardite em 49 e coreia em 32 casos. A valvuloplastia mais frequente foi de insufiCiência mitral (92,2(por cento) das valvuloplastias). A estenose mitral (lesao de sequela) ocorreu em 23 pacientes. Falhas na profilaxia com penicilina ocorreram em 36,4(por cento). A situacao socio-economica mostrou nivel baixo com renda familiar media de 719 reais, numero medio de dependentes de 5,1 e indice de analfabetismo dos pais de 16(por cento). Os pacientes tiveram 1657 consultas e 22 internacoes de enfermaria e 4 de UTI. Dois pacientes foram submetidos a cirurgia cardiaca (total de tres cirurgias). Cerca de 23(por cento) de pais ou maes perderam dias de trabalho em um total de 901 dias. Cerca de 5(por cento) perderam o emprego. Oitenta e quatro pacientes perderam 1812 dias de aulas e houve 22 casos de repetencia. Foram...(au)
Assunto Febre Reumática/economia
Efeitos Psicossociais da Doença
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 114 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 114 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15740

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta