Analise dos resultados de litotripsia extracorporea por ondas de choque em calculos do trato urinario

Analise dos resultados de litotripsia extracorporea por ondas de choque em calculos do trato urinario

Título alternativo Analysis the result of extracorporeal shock wave lithotripsy in urinary calculi
Autor Yumiya, Suely Tiaki Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo 1. A eficacia da Litotripsia Extracorporea por Ondas de Choque foi avaliada em amostra de 134 calculos nao coraliformes (90(por cento) e 14 calculos coraliformes (10(por cento)), sendo 87(por cento) de localizacao renal e 13(por cento) uretral. 2. O disturbio metabolico mais frequentemente observado nesta amostra foi a hipocitraturia (60(por cento)), seguido de hipercalciuiria (45(por cento)) e hiperuricosuria (7(por cento)). 3. A presenca de ITU associada a litiase nao foi mais frequente em calculos de localizacao renal e nao apresentou preponderancia em relacao ao sexo acometido. 4. Calculos coraliformes apresentaram maior associacao de infeccao do trato urinario (57(por cento)), nao apresentaram maior associacao com hidronefrose, sendo que em apenas 29(por cento) dos casos observou-se fragmentacao e eliminacao completa. 5. Entre os calculos nao coraliformes observou-se fragmentacao eliminacao completa em 64(por cento), fragmentacao parcial em 25(por cento) e insucesso em 11(por cento). 6. A fragmentacao e eliminacao completa foi maior para calculos menores que 2.0 cm, a fragmentacao parcial foi maior para calculos u 2.0 cm e as taxas de insucesso independeram do tamanho inicial do calculo. 7. A realizacao precoce da LECO, ate 1 mes apos a indicacao do procedimento, nao elevou as taxas de fragmentacao e eliminacao completa. 8. Quanto menor o tamanho inicial do calculo, meno0r foi o numero de sessoes de LECO realizadas. 9. Varias sessoes de LECO nao elevaram as taxas de fragmentacao e eliminacao completa. 10. O surgimento de hipertensao arterial apos a LECO ocorreu em 10(por cento) dos pacientes durante um periodo de seguimento em media de 12n9 meses apos o procedimento. Entretanto, os dados nao permitem estabelecer relacao causa-efeito. 11. A funcao renal avaliada durante este periodo de seguimento nao se deteriorou com o procedimento
Assunto Cálculos Renais
Litotripsia
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 75 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 75 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15742

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta