Efeito da finasterida sobre o hirsutismo e o perfil hormonal de mulheres hirsutas

Efeito da finasterida sobre o hirsutismo e o perfil hormonal de mulheres hirsutas

Título alternativo Finasteride effects over the hirsutism and the hormonal profile of hirsute women
Autor Lakryc, Eli Marcelo Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Baracat, Edmund Chada Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Realizou-se um estudo prospectivo, duplo-cego e aleatorio, para avaliar a eficacia da Finasterida no tratamento do hirsutismo de etiologia ovariana (sindrome dos ovarios policisticos) ou idiopatica. A Finasterida e um inibidor da enzima 5a-redutase que reduz a acao androgenica nos orgaos-alvos. O estudo incluiu 24 pacientes hirsutas atendidas no setor de Ginecologia Endocrina da Disciplina de Ginecologia da Universidade Federal de São Paulo/Escola Pauiista de Medicina, entre setembro de 1996 a dezembro de 1997. Os casos foram alocados de forma aleatoria em dois grupos. O grupo tratado recebeu finasterida na dose de 5 mg diarios, por via oral, durante seis meses consecutivos. O grupo controle recebeu placebo, pelo mesmo periodo e via de administracao. Todas as pacientes foram avaliadas previamente a inclusao o estudo quanto ao indice de Ferriman-Gallwey, a pressao arterial media, indice de massa corporea, alem das dosagens sericas de hormonio luteinizante, hormonio foliculo-estimulante, prolactina, testosterona livre e total, androstenediona, sulfato de deidroepiandrosterona, 17 a-hidroxiprogesterona e diidrotestosterona. Todos esses parametros foram novamente avaliados no terceiro e no sexto mes de tratamento. Alem disso, fez-se inquerito especifico sobre a opiniao das pacientes quanto o comportamento do hirsutismo e ocorrencia de efeitos colaterais. Os resultados demonstraram: reducao significativa do indice e Ferriman-Gallwey ao final do sexto mes de tratamento, apenas o grupo que utilizou Finasterida. Ademais, verificou-se reducao significativa nos niveis sericos de diidrotestosterona nas mulheres tratadas com Finasterida apos seis meses. De forma complementar, verificamos diminuicao significativa nos niveis sericos de prolactina no grupo placebo apos seis meses de tratamento. Nao ocorreram alteracoes no IMC, na PAM, nas dosagens sericas de LH, FSH, AND, TT, TL, SDHEA e 17 OHP, m ambos os grupos. A avaliacao subjetiva realizada pela propria paciente emonstrou melhora significativa apos seis meses, no grupo tratado com Finasterida. Os dois grupos de pacientes nao apresentaram efeitos coiaterais, nem alteracoes sexuais com a medicacao administrada
Assunto Hirsutismo
Finasterida
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 94 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 94 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15748

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta