Análise de parâmetros metabólicos e ventilatórios durante a realização de atividades da vida diária (AVD) em portadores de doença pulmonar obstrutiva cronica (DPOC) e indivíduos normais

Análise de parâmetros metabólicos e ventilatórios durante a realização de atividades da vida diária (AVD) em portadores de doença pulmonar obstrutiva cronica (DPOC) e indivíduos normais

Título alternativo Analysis of metabolic and ventilatory parameters during the activities of daily living (ADL) in patients with chronic obstructive pulmonary disease (CPOD) and in normal subjects
Autor Velloso, Marcelo Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Jardim, José Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Os membros superiores (MMSS) estao amplamente envolvidos em atividades, sejam elas de higiene pessoal, servico domestico, no trabalho ou no lazer. Individuos normais realizam estas atividades sem notar o gasto energetico exigido pelas mesmas. Porem, pacientes com doenca pulmonar obstrutiva cronica (DPOC) referem intenso cansaco ao realiza-las. O objetivo deste trabalho foi avaliar a demanda metabolica e ventilatoria em pacientes com DPOC em quatro atividades que utilizam os MMSS em posicoes distintas, e comparar com o consumo maximo de oxigenio estimado, para determinar o grau de demanda fisica. Foram avaliados dez individuos normais e nove pacientes com DPOC, do sexo masculino, sedentarios, submetidos a avaliacao clinica e espirometrica. Em seguida foram encaminhados ao Laboratorio de Fisiologia Respiratoria e Exerclcio em Humanos, e submetidos a dois testes em dias diferentes, tendo-se determinado o consumo de oxigenio (VO2), producao de dioxido de carbono (VCO2), ventilacao minuto (VE) e frequencia cardiaca (FC) durante a realizacao de quatro atividades da vida diaria (AVD): varrer, apagar lousa, elevar potes e trocar lampadas. Nao houve diferenca entre os resultados dos dois testes. Houve um aumento do V02, VCO2 e VE durante a realizacao das AVD com os MMSS, tanto para pacientes com DPOC como para individuos normais. Foram testados dez individuos normais, com uma faixa etaria mais baixa que os pacientes com DPOC (27,9 n 7,3 anos), para averiguar a reprodutibilidade dos testes propostos. Nao houve diferenca entre os dois testes e, em media, para as quatro atividades, a relacao V02/ VCO2max. foi 17,75 por cento , a relacao VE/VVM foi 9,8 por cento , e a relacao FC/FCmax. foi 52,4 por cento . A relacao do consumo de oxigenio medido com o consumo maximo de oxigenio estimado (VO2 medido/ VO2max. em cicloergometro) em porcentagem da media mostrou que pacientes com DPOC consomem 55 por cento do VO2max. para varrer, 48 por cento do VO2max. para apagar lousa, 58 por cento do VO2max. para elevar potes e 45 por cento do VO2max. para trocar lampadas. A relacao do volume minuto medido com a ventilacao voluntaria maxima (VE/VVM) em porcentagem da media mostrou que pacientes com DPOC utilizam 57,2 por cento da VVM para varrer, 54,7 por cento da VVM para apagar lousa, 62,8 por cento da VVM para elevar potes e 54,7 por cento da VVM para trocar lampadas. A relacao da frequencia cardiaca medida com a frequencia cardiaca maxana (FC medida/FCnax)...(au)
Assunto Pneumopatias obstrutivas
Atividades cotidianas
Consumo de oxigênio
Braço
Lung diseases, obstructive
Activities of daily living
Oxygen consumption
Arm
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 133 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 133 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15769

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta