Avaliacao clinica e experimental do papel das bacterias produtoras da urease na infeccao do trato urinario associada ou nao a urolitiase

Avaliacao clinica e experimental do papel das bacterias produtoras da urease na infeccao do trato urinario associada ou nao a urolitiase

Título alternativo Clinical evaluation and experimental
Autor Agreste, Savio Ananias Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A ITU causada por microorganismos produtores de urease, leva a alcalinizacao urinaria, favorecendo a formacao de calculos renais. A presenca de calculos no trato urinario por sua vez, tambem predispoe a ITU, devido a estase. O presente estudo foi realizado com o objetivo de avaliar o perfil de microorganismos produtores de urease em pacientes com ITU associada ou nao a urolitiase. Adicionalmente, foi avaliada tambem a distribuicao destes microorganismos e sua influencia sobre o crescimento de calculos vesicais em modelo experimental em ratos. No estudo clinico foram incluidos 113 pacientes com ITU, sendo 69 com ITU isolada e 44 com litiase concomitante. No estudo experimental foi introduzido um corpo estranho (matriz de oxalato de calcio), na bexiga de 71 ratos Wistar machos. Os animais foram divididos de acordo com a presenca (n = 31) ou ausencia de ITU (n = 40) e receberam aguas com diferentes constituicoes quimicas: agua deionizada, agua com 70 por cento de calcio ou 70 por cento de magnesio. A urease foi determinada pelo metodo enzimatico nos casos de urocuitura positiva. No estudo clinico o germe predominantemente isolado foi a Escherichia coli (61 por cento ) tanto entre as ITU associadas quanto as nao associadas a urolitiase. Proteus sp, Klebsiella sp, seguidos de Staphylococcus aureus foram os germes que mais produziram urease na presente serie (71, 71 e 53 por cento , respectivamente). A porcentagem de germes produtores de urease em pacientes com ITU nao foi diferente entre os pacientes que apresentavam ou nao litiase associada. A presenca de germes produtores de urease nao se correiacionou com a recorrencia da ITU. No estudo experimental o Staphyiococcus sp foi o germe predominantemente isolado, sendo 39 por cento destes produtores de urease. A presenca de ITU influenciou o crescimento de calculo vesical neste modelo experimental, somente quando associada a inGestão de agua com alto teor de calcio. O crescimento dos calculos nao parece ter sido maior entre os germes produtores de urease. Os calculos formados eram predominantemente mistos, contendo fosfato, carbonato, oxalato, amonio e magnesio, independentemente do tipo de agua ingerida e da presenca ou nao de ITU associada
Assunto Cálculos Renais
Infecções Urinárias
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 69 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 69 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15786

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta