Efeitos do extrato aquoso e fracoes semi-purificadas da Acosmium subelegans (Mohlenbr.) Yakovlev (Perobinha do campo) na concentracao muscular

Efeitos do extrato aquoso e fracoes semi-purificadas da Acosmium subelegans (Mohlenbr.) Yakovlev (Perobinha do campo) na concentracao muscular

Título alternativo Effects of the aqueous extract and semi purified fractions of Acosmium subelegans (Mohlenbr.) Yakovlev (perobinha do campo) on muscular contraction
Autor Cardoso, Elaine Monteiro Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A Acosmium subelegans (Mohlenbr.) Yakoviev, conhecida popularmente como perobinha do campo, e utilizada na medicina popular principalmente por suas atividades sedativa, febrifuga e anti-espasmodica. Esta especie foi considerada prioritaria no 1º Projeto de Plantas Medicinais (CEME-MS, 1977-1979), visando a obtencao de medicamentos autoctones a partir de produtos naturais de uso popular. Estudos anteriores de nosso laboratorio mostraram que alcaioides quinolizidinicos isolados de uma especie afim, o Acosmium dasycarpum, produzem potenciacao da contracao da musculatura esqueletica e cardiaca e contratura da musculatura lisa. Como a literatura cientifica sobre os efeitos do Acosmium e escassa, o objetivo desta tese foi verificar os efeitos do extrato aquoso (EA) e fracoes semi-purificadas da A. subelegans na contracao muscular e estudar os seus mecanismos de acao, comparativamente aqueles da A. dasycarpum vistos anteriormente. O EA da A subelegans (O,3; l e 3 mg/mL), no utero despolarizado (KCI 80 mM) na ausencia de calcio, produziu uma contracao inicial do orgao. Esta contracao inicial nao foi bloqueada pela incubacao previa do EA com EGTA, indicando que a contratura produzida pelo EA no musculo liso parece nao ser devida a presenca de ions calcio no extrato, podendo sua ocorrencia ser relacionada a processos intracelulares ate o momento nao esclarecidos. Aumentando-se a concentracao de EA, alem da contracao inicial, foi verificado, no utero despoiarizado sem calcio, um deslocamento da curva concentracao-efeito do CaCl2. Este resultado indica como provaveis sitios de atuacao do EA, os canais de calcio voltagem-dependentes do tipo L. A purificacao do EA da A. subelegans por particao com cloroformio originou uma fracao aicaloidica (FALK). A FALK aumentou a contracao basal do atrio esquerdo de rato proporcionalmente a concentracao testada. Esta potenciacao da contracao atrial nao foi bloqueada por propranoiol (4 µg/mL) podendo-se, desta forma, excluir a participacao dos receptores b-adrenergicos nesta acao inotropica positiva da FALK. A incubacao de concentracoes maiores de FALK (O,1 e O,3 mg/mL), na presenca de propranol, promoveu uma resposta bifasica: uma potenciacao nos primeiros 5 min de incubacao da fracao, seguida de inibicao da contracao atrial de forma tempo- e concentracao-dependente. Este resultado poderia ser decorrente de um sinergismo entre acoes anestesicas locais existentes na FALK e no...(au)
Assunto Plantas Medicinais
Alcaloides
Músculo Esquelético
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 71 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 71 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15816

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta