Fotoceratectomia refrativa para baixa miopia com diferentes perfis de ablacao

Fotoceratectomia refrativa para baixa miopia com diferentes perfis de ablacao

Título alternativo Multizone versus single zone photorefractive keratectomy for low myopia
Autor Rodrigues, Paulo Dantas Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A fotoceratectomia refrativa (PRK) demonstrou ser uma cirurgia segura e previsivel para tratamento de baixas miopias. Embora o processo de cicatrizacao da cornea estenda-se por periodos prolongados, a estabilidade do procedimento tambem ja foi comprovada por diversos estudos. A tecnica de multiplas zonas de ablacao surgiu inicialmente para tratamento de alta miopia, com a finalidade de produzir uma transicao gradual entre a cornea tratada e nao tratada, diminuindo assim a incidencia de complicacoes. O presente estudo avalia comparativamente os resultados obtidos pela fotoceratectoraa com uma ou duas zonas de ablacao, para tratamento de baixa miopia, Vinte pacientes com graus de miopia ate 6,00 dioptrias, foram submetidos a PRK com diferentes perfis de ablacao em cada olho. Foi realizado tratamento esferico com uma unica zona de ablacao de 6,0 mm, enquanto que o outro olho recebeu tratamento com duas zonas de abracao, sendo uma de 6,0 mm e outra de 6,5 mm. Todos os tratamentos foram programados para correcao total do equivalente esferico. As cirurgias foram realizadas no excimer laser Summit SVS Apex Plus, no Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina. O tempo minimo de seguimento foi de 6 meses. No grupo multizona (MZ), o equivalente esferico pre-operatorio foi em media de -2,87 dioptrias (-1,25 a -4,62D). No grupo submetido a cirurgia com uma unica zona de ablacao (SZ), o equivalente esferico pre-operatorio foi de -2,78 dioptrias (-1,37 a -4,6'.@. D). Nao foi observada diferenca significante entre os resultados obtidos nos dois grupos com relacao ao equivalente esferico final (p= O,391), No primeiro mes de pos-operatorio, 84 por cento dos pacientes do grupo MZ (multiplas zonas de ablacao) e 95 por cento do grupo SZ (unica zona de ablacao), apresentavam acuidade visual sem correcao melhor ou igual a 20/40. Com relacao ao tempo transcorrido ate se atingir a melhor acuidade visual, nao houve diferenca significante entre os dois grupos (p=O,53). Na visita mais recente foi observada a presenca de haze em 2 olhos no grupo MZ e em 3 olhos no grupo SZ. Dos 40 olhos que entraram no estudo, 4 de 3 pacientes evoluiram com aumento da pressao ocular necessitando uso de medicacao topica. Os resultados obtidos utilizando-se diferentes perfis de ablacao para tratamento de baixas miopias, foram equivalentes no que diz respeito a equivalente esferico final, inducao de...(au)
Assunto Ceratectomia Fotorrefrativa
Miopia
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 91 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 91 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15856

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta