Analise fenotipica e genotipica de leveduras isoladas de ambiente hospitalar, profissionais de Saúde e pacientes: implicacoes na colonizacao e rotas de infeccao

Analise fenotipica e genotipica de leveduras isoladas de ambiente hospitalar, profissionais de Saúde e pacientes: implicacoes na colonizacao e rotas de infeccao

Título alternativo Phenotipic and genotipic analysis of yeasts isolated from hospitals, health care workers and patients: implications to colonization and routes of infection
Autor Lemes, Raquel Maria Lima Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A incidencia de infeccoes fungicas hospitalares tem aumentado significativamente, segundo a literatura. Varias publicacoes relatam que o trato gastrointestinal e o maior sitio destas Infeccoes. Porem, aquisicao exogena de Candida spp atraves de maos de profissionais de Saúde e materiais biologicos contaminados, tem sido implicada em infeccoes fungicas hospitalares. Metodos de tipagem molecular tem sido amplamente utilizados para investigar infeccoes hospitalares por Candida spp com o objetivo de identificar reservatorios de fungos e rotas de infeccao. Este trabalho teve como objetivos- 1) avaliar a colonizacao por leveduras em maos de profissionais de Saúde- 2) recuperar leveduras no ambiente inanimado hospitalar em unidades pediatricas, 3) caracterizar o perfil de susceptibilidade de isolados de pacientes e profissionais de Saúde- 4) comparar o perfil genotipico das cepas isoladas de ambiente hospitalar com aquelas obtidas de pacientes internados nas unidades pediatricas durante o periodo de estudo. As amostras foram coletadas de maos de profissionais de Saúde e ambiente inanimado atraves de swab. As amostras foram identificadas por metodos tradicionais, submetidas ao teste de susceptibilidade por tecnica de microdiluicao em caldo (NCCLS). Para aval acao do perfil genotipico empregou-se as tecnicas de PFGE (puised field gel eiectrophoresis) e RAPD (ramdomly amplified polymorphic DNA). Entre os 62 profissionais analisados neste estudo, 35 (56,4 por cento ) estavam colonizados por leveduras. A positividade ocorreu em profissionais com funcao de auxiliar (49,96 por cento ) e tecnico (6,44 por cento ). A taxa de colonizacao foi maior nos profissionais que trabalhavam em dois periodos (76,92 por cento ). Houve colonizacao por mais de uma especie em alguns profissionais (29 por cento ) e a colonizacao em unhas foi aproximadamente duas vezes (43 por cento ) maior que em maos. Somente 13 (27,66 por cento ) das 47 amostras coletadas de ambiente inanimado foram positivas para leveduras. Foram tambem analisadas neste estudo, 44 leveduras do genero Candida obtidas do banco de microrganismos do Laboratorio Especial de Micologia (LEMI) isoladas de hemocuituras de pacientes das unidades pediatricas do Hospital São Paulo no periodo de fevereiro a junho de 1996. Foram identificada-s 4 especies de leveduras, C.guilliermondii, responsavel por 90,88 por cento (40); C.albicans, 4,56 por cento , (O3); e Cparapsilosis e C. tropicalis, 2,28 por ...(au)
Assunto Leveduras
Infecção Hospitalar
Distribuição Espacial da População
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 107 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 107 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15936

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta