Infeccoes da corrente sanguinea em individuos idosos: caracteristicas clinicas e analise dos fatores de risco associados ao obito

Infeccoes da corrente sanguinea em individuos idosos: caracteristicas clinicas e analise dos fatores de risco associados ao obito

Título alternativo Bloodstream infections in the elderly: clinical aspects and risk factors for mortality
Autor Darrigo, Lucas Eduardo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O envelhecimento da populacao e um fenomeno que se iniciou nos paises desenvolvidos e hoje ocorre no mundo inteiro. Como os individuos idosos sao portadores de condicoes cronicas com maior frequencia que a populacao geral, esses pacientes estao mais expostos a intercorrencias infecciosas, tanto no ambiente hospitalar quanto no ambiente domiciliar. Diversos estudos demonstram maior dificuldade por parte dos idosos em lidar com processos infecciosos de qualquer natureza quando comparados a pacientes de grupos etarios mais jovens. Esta maior dificuldade parece estar mais relacionada a maior prevalencia de doencas cronicas nos idosos do que a idade avancada per se. O presente estudo foi realizado com o intuito de observar os fatores de risco relacionados a evolucao para o obito em uma amostra de 173 episodios de infeccao de corrente sanguinea ocorridos em pacientes idosos internados no Hospital São Paulo. Durante 2 anos, entre 01/01/1996 e 31/12/1998, todos os pacientes com idade acima de 65 anos de idade e com pelo menos uma hemocultura positiva foram avaliados em carater retrospectivo. A partir da listagem diaria do Setor de Microbiologia Clinica do Laboratorio Central do Hospital São Paulo, foram obtidas 203 hemoculturas positivas. Em 7 destes, o respectivo prontuario nao foi encontrado e foram excluidos da amostra. Dentre as 196 hemoculturas restantes, 23 foram considerados pseudobacteremia. Os 173 episodios de infeccao da corrente sanguinea considerados verdadeiros ocorreram em 157 pacientes. A media de idade desta populacao foi 73,8 anos. Trinta e seis episodios de ICS foram de origem domiciliar e 137 de origem hospitalar. A populacao de 157 pacientes apresentou alto indice de doencas rapidamente fatais ( 18,4 por cento ). Apenas 8,2 por cento dos 62 pacientes nao apresentaram nenhuma doenca de base, e as doencas cardiorrespiratorias foram as mais prevalentes (21 por cento ), seguidas das neoplasias solidas (l6,5 por cento ). A mortalidade ate o 14º dia foi 45,4 por cento . Nao houve diferencas significantes entre os sexos. Tambem a mortalidade nas ICS domiciliares e hospitalares foi bastante semelhante, contrariando alguns dados da literatura, que mostram maior mortalidade para as ICS hospitalares. Os pacientes foram divididos em duas faixas etarias (maiores e menores de 75 anos) e ambas apresentaram praticamente a mesma mortalidade. As bacteremias primarias responderam por 40,4 por cento dos casos, seguidas das bacteremias...(au)
Assunto Humanos
Idoso
Bacteriemia
Fatores de Risco
Mortalidade
Humanos
Idoso
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 75 p. tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 75 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16007

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta