Zinco, ferro e cobre no colostro de mães adolescentes eutróficas e desnutridas de dois níveis sociais

Zinco, ferro e cobre no colostro de mães adolescentes eutróficas e desnutridas de dois níveis sociais

Título alternativo Zinc, iron and copper in colostrum of eutrophic and undernourished adolescent mothers of two socio-ecomonic levels
Autor Gouvea, Lelia Cardamone Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Nóbrega, Fernando José de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Foram colhidas 82 amostras de colostro de maes adolescentes, de recem-nascidos a termo e adequados para a idade gestacional, com o objetivo de estudarmos a concentracao dos oligoelementos zinco, ferro e cobre. Estudou-se tambem a influencia das variaveis: idade materna, condicao social e estado nutricional, na composicao desses oiigoelementos. As amostras de colostro foram colhidas ate o 3ºdia pos-parto, por tecnica de extracao manual, no periodo entre as 10:00 e as 14:00 horas. A analise quimica do colostro foi realizada apos diGestão por via seca, sendo a leitura realizada por espectrofotometro de absorcao atomica. Encontramos que as adolescentes < 17 anos apresentam. valores medios maiores destes oligoeiementos no colostro, que as do grupo de 17 i- 0 anos. Este achado apresentou significancia estatistica para os elementos zinco e cobre, entre as adolescentes de melhor condicao social. Com relacao a situacao social, observamos tambem tendencia a valores medios maiores dos oligoelementos, entre as adolescentes de condicao desfavoravel, comparadas as de mesmo grupo etario e de melhor situacao, sendo significativo para o zinco, entre as adolescentes de 17i-20 anos, de menor condicao social. A variavel estado nutricional foi estudada no servico que atende a populacao de menor condicao social. Ao compararmos as adolescentes eutroficas e as desnutridas de um mesmo grupo etario, encontramos tendencia a valores medios maiores desses oligoeiementos entre as desnutridas, sendo esse achado significante para o elemento ferro, entre as adolescentes de 17i- 20 anos. Concluimos que parece existir mecanismos reguladores que garantem, nas condicoes consideradas de maior requisitos ou desvantagem nutricional, que o organismo materno secrete o colostro com valores maiores de zinco, ferro e cobre de forma a atender as necessidades do recem-nascido em periodo de transicao e adaptacao entre a vida intra e extra-uterina
Assunto Colostro
Oligoelementos
Gravidez na adolescência
Estado nutricional
Fatores socioeconômicos
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 141 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 141 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16010

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta