Regulacao da linfoproliferacao e da sintese de citocinas por prostaglandinas na infeccao experimental por Trypanosoma cruzi

Regulacao da linfoproliferacao e da sintese de citocinas por prostaglandinas na infeccao experimental por Trypanosoma cruzi

Título alternativo Regulation of lymphoproliferation and cytokines synthesis by prostaglandins in experimental Trypanosoma cruzi infection
Autor Pinge Filho, Phileno Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A fase aguda da infeccao experimental pelo Trypanosoma cruzi caracteriza-se por apresentar supressao das respostas linfoproliferativas para mitogenos e antigenos do parasito. Este fenomeno tem sido explicado por varios mecanismos, incluindo a producao exacerbada de oxido nitrico (NO) por macrofagos ativados e IL-2 insuficiente para sustentar o crescimento. Quando a supressao e maxima, o bloqueio da producao de NO com NMLA (N _G_Monometil-L-arginina) nao restaura por completo a linfoproliferacao ou aumenta a sintese de IL-2. Esses dados sugerem que outros mediadores contribuem para imunossupressao observada na infeccao pelo T. cruzi. Neste trabalho nos investigamos a regulacao de prostaglandinas (PG), fator de necrose tumoral (TNF-a) e NO sobre a producao de citocinas e respostas linfoproiiferativas de celulas de baco (SC), obtidas de camundongos infectados com 5 x 103 formas sanguicolas de T. cruzi (cepa Y). Foram estudadas as respostas proliferativas destas celulas para antigenos do parasito e a Concanavalina A (Con A), utilizando como parametros: proliferacao (incorporacao de 3 H-Timidina) e quantificacao de PGE2, nitrito e das citocinas IFN-g, IL-2, IL-12, TNF-a, IL-10 e IL-4, presentes nos sobrenadantes de culturas tratadas ou nao com inibidores da COX (indometacina), da iNOs (NMLA) e anticorpo monoclonal anti-TNF-a. Altos niveis de PGE2 TNF-a e NO foram produzidos durante a infeccao. TNF-a estimulou a sintese de PGE2 e NO, enquanto ambos mediadores inibiram a sintese de TNF-a. O bloqueio da producao de PG tambem reduziu a sintese de NO, indicando que PG estimula a producao de NO. O tratamento com indometacina ou NMLA estimulou a linfoproliferacao das celulas de baco obtidas de animais com 6 e 22 dias de infeccao; no dia 14, quando a supressao da proliferacao e producao de NO era maxima, a inibicao combinada da producao de NO e PG, restaurou as respostas proliferativas antigeno-especificas e para Con A. O bloqueio da producao de PG ou NO aumentou a sintese de IL-2, IFN-g e TNF-a mas nao de IL-12 e IL4 pelas celulas de baco; enquanto que os niveis de IL-10 nao foram reduzidos. Foi analisado tambem o fenotipo das celulas que proliferam (blastos) em resposta a estimulacao com T-Ag e tratadas com indometacina, NMLA ou indometacina + NMLA. Nossos resultados sugerem uma expansao maior de populacoes blasticas no compartimento T CD4+, pela acao dos inibidores utilizados. Camundongos infectados e tratados com indometacina ...(au)
Assunto Trypanosoma cruzi
Imunossupressão
Prostaglandinas
Citocinas
Óxido Nítrico
Fator de Necrose Tumoral alfa
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 118 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 118 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16021

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta