Efeitos agudos do tabagismo sobre os niveis de agua oxigenada (H2O2) exalada no condensado expiratorio de individuos normais

Efeitos agudos do tabagismo sobre os niveis de agua oxigenada (H2O2) exalada no condensado expiratorio de individuos normais

Título alternativo Acute effects of smoking on exhaled hydrogen peroxide levels from breath condensate of normal volunteers
Autor Guatura, Sandra Baltazar Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Nos ultimos anos tem havido um crescente interesse pelo desenvolvimento de metodos nao invasivos capazes de avaliar a intensidade de processos inflamatorios ao nivel de vias aereas e parenquima pulmonar. Elevacoes dos niveis do peroxido de hidrogenio contido no ar expirado tem sido descritas em pacientes com patologias diversas tais como asma, sindrome da angustia respiratoria aguda e doenca pulmonar obstrutiva cronica (DPOC). Alem disso, um grande numero de evidencias apontam para a participacao das especies reativas toxicas do oxigenio (ERTO) na patogenese dos processos patologicos relacionados com o tabagismo, tais como o enfisema e cancer broncogenico. Dentro deste contexto, a deteccao precoce e nao invasiva de alteracoes inflamatorias em individuos fumantes assintomaticos, adquire importancia tanto academica como clinica. O presente estudo teve como objetivo avaliar os niveis de peroxido de hidrogenio contido no condensado expiratorio (H2O2-E) de voluntarios fumantes sem evidencias de DPOC, em condicoes basais e apos o consumo de um cigarro de papel. O grupo de fumantes foi constituido por 12 voluntarios (7 homens; 5 mulheres) com idade de 38,7 n 9,8 anos. A intensidade do tabagismo pregresso para o grupo foi de 16,2 n 8,6 anos-maco, e seus parametros espirometricos foram todos normais (CVF=111,8n9,7 por cento ; VEF,=103,0n12,7 por cento ; VEF,/CVF=93,2 n8,1 por cento ). Como grupo controle foram selecionados lO voluntarios (4 homens; 6 mulheres), sem historia de tabagismo previo, com idade de 30,6n6,2 anos. Condensado expiratorio foi colhido utilizando-se um sistema composto por mascara facial contendo uma valvula unidirecional, e um tubo coletor imerso em gelo seco e alcool. O peroxido de hidrogenio foi dosado utilizando-se um metodo enzimatico com leitura espectrofotometrica. Apos pelo menos 12 horas de abstinencia tabagica, o grupo de fumantes apresentou um nivel medio de H2O2-E semelhante ao do grupo controle (O,75 n O,31 mgmol/L X O,74n O,24 mmol/L, respectivamente). Foi observada uma significante elevacao do nivel medio de H2O2-E no grupo de fumantes, apos trinta minutos do consumo de um unico cigarro de papel (O,75 n O,31 mmol/L X O,95 n O,22 mmol/L). Os resultados encontrados indicam que individuos fumantes, sem evidencias de DPOC, aparentemente nao apresentam elevacoes cronicas nos niveis de peroxido de hidrogenio expirado. Entretanto, o consumo de um unico cigarro leva a agudas e significantes elevacoes dos teores de ...(au)
Assunto Peróxido de Hidrogênio
Hábito de Fumar
Espécies de Oxigênio Reativas
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 81 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 81 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16045

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta