Composição corporal e hábitos alimentares de adolescentes: uma contribuição a interpretação de indicadores do estado nutricional

Composição corporal e hábitos alimentares de adolescentes: uma contribuição a interpretação de indicadores do estado nutricional

Título alternativo Body composition and food habits of the adolescents: a contribution to the interpretation of nutritional status indicators
Autor Priore, Silvia Eloiza Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Sigulem, Dirce Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A adolescencia, periodo que, segundo a Organizacao Mundial da Saúde, compreende dos l O aos 20 anos de idade, e a fase intermediaria entre a infancia e a vida adulta durante a qual ocorrem modificacoes fisicas, psiquicas e sociais importantes na formacao do individuo. Com o objetivo de contribuir para o melhor entendimento das modificacoes na composicao corporal, antropometria e aspectos dieteticos caracteristicos da adolescencia, este estudo foi realizado com 320 adolescentes, sendo 160 de cada sexo. Todos estudavam em escolas da rede publica estadual de São Paulo, encontravam-se maturados sexualmente e na faixa etaria de 12 a 18 anos. Observou-se que 39,1 por cento dos adolescentes encontravam-se com escolaridade inadequada para a sua idade cronologica, especialmente os do sexo masculino, que tambem desenvolviam ocupacao profissional em maior numero. Comparando-se os que tinham ocupacao profissional com a inadequacao da escolaridade, encontrou-se 60,7 por cento nesta situacao. A ocupacao profissional foi ainda positivamente correlacionada com a ausencia do pai no domicilio e com a baixa escolaridade dos pais. Em relacao ao consumo de alcool e ao habito de fumar encontrou-se 50,4 por cento e 1O,l por cento dos adolescentes estudados com tais praticas, respectivamente. A frequencia de fumantes foi maior no sexo feminino. Analisando-se as preferencias alimentares dos adolescentes, encontrou-se refrigerante e massa, 56,5 por cento e 37,1 por cento , respectivamente, e, entre as recusas, hortalicas (69,9por cento) e carne ou ovos (32,6por cento). Estes achados, no entanto, contrariam os resultados do inquerito alimentar, onde se encontrou que carne, derivados lacteos, arroz, doce, pao, leguminosas, sanduiches e refrigerantes foram os alimentos consumidos por mais da metade dos adolescentes. Constatou-se diferencas no consumo entre os adolescentes do sexo masculino e do feminino. Com relacao as principais refeicoes, o jantar foi a refeicao que os adolescentes mais deixaram de fazer. O fato da mae desenvolver atividade remunerada ou do adolescente ter ocupacao profissional nao modificou o habito de realizar as refeicoes. A inGestão de calorias, macro e micronutrientes, em todas as faixas etadas, quando significante, foi maior para o sexo masculino. No entanto, o consumo calorico sempre esteve abaixo das recomendacoes por kg de peso corrigido para a estatura observada, ao contrario das proteinas, onde a inGestão foi maior do que a ...(au)
Assunto Adolescente
Dietética
Antropometria
Índice de massa corporal
Composição corporal
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 211 p. tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 211 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16055

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta