Ardrodese da coluna lombossacra com fixação metálica e enxerto ósseo: estudo baseado em 40 casos utilizando o implante A-Systems

Ardrodese da coluna lombossacra com fixação metálica e enxerto ósseo: estudo baseado em 40 casos utilizando o implante A-Systems

Título alternativo Lombosacral artrodesis with metalic fixation and bone grafts: study based in 40 cases with A-Systems instrumental
Autor Serdeira, Afrane Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Barros Filho, Tarcisio Eloy Pessoa de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Foram avaliados 40 pacientes com espondilolistese e instabilidade lombossacra: 13 pacientes do tipo istmica-litica, 19 do tipo degenerativa, 2 pacientes do tipo traumatica, l tipo do patologica, e 5 do tipo cirurgica nos quais foram realizadas 40 artrodeses da coluna lombossacra com enxerto osseo e fixacao metalica com o implante A-Systems. A avaliacao dos pacientes foi realizada clinica e radiograficamente, nos periodos pre-operatorio, pos-operatorio imediato e pos-operatorio tardio. O tempo de acompanhamento clinico maximo foi de 46 meses, o minimo de 1O meses, obtendo-se um acompanhamento medio de 11 meses. Ocorreram 11 complicacoes: 2 pacientes (5 por cento ) com pseudartrose; 2 pacientes (5 por cento ) com retardo de consolidacao do enxerto; 4 pacientes (lO por cento ) com dor na area doadora de enxerto; l paciente (2,5 por cento ) nao teve alivio da dor lombar l paciente (2,5 por cento ) apresentou dor transitoria e l paciente (2,5 por cento ) apresentou escara infectada na regiao sacra. A avaliacao global tanto do ponto vista do paciente como da equipe medica mostrou que 36 (90 por cento ) dos pacientes obtiveram bom resultado, tres pacientes (7,5 por cento ) apresentaram melhora em relacao ao pre-operatorio e um paciente (2,5 por cento ) nao obteve melhora. Vinte e nove pacientes (72,5 por cento ) tiveram sua capacidade de trabalho normalizada, nove (22,5 por cento ) pacientes tiveram sua capacidade melhorada em 75 por cento e dois (5 por cento ) pacientes tiveram a capacidade melhorada em 50 por cento . Vinte e um pacientes (52,5 por cento ) tiveram o indice de Prolo aumentado entre 9 e l O (excelente); 14 (35 por cento ) tiveram indice de Prolo aumentado para 7 e 8 (bom); em 5 (l2,5 por cento ) o indice ficou entre 5 e 6 (regular) e nenhum paciente teve indice 2, 3 ou 4 (mau). O tempo medio de retorno para as atividades normais variou de tres a doze meses, com uma media de sete meses. Em comparacao com metodos similares relatados pela literatura, o implante mostrou-se tao eficiente quanto eles, com as vantagens da 78 simplicidade, da possibilidade de ser usado em varios niveis e da rigidez apos montado
Assunto Coluna vertebral
Artrodese
Fusão vertebral
Próteses e implantes
Instabilidade articular
Dor lombar
Laminectomia
Idioma Português
Data 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 89 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 89 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16087

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta