Avaliação dos aspectos epidemiológicos e evolutivos das bacteremias por Staphylococcus aureus resistente a oxacilina, comparação entre dois períodos: 1991-1992 e 1995-196

Avaliação dos aspectos epidemiológicos e evolutivos das bacteremias por Staphylococcus aureus resistente a oxacilina, comparação entre dois períodos: 1991-1992 e 1995-196

Título alternativo Evaluation of the epidemic and evolutionary aspects of the bacteremias for resistant staphylococcus aureus the oxacilen comparison among two periods: 1991-1992 and 1995-1996
Autor Conterno, Lucieni de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Wey, Sergio Barsanti Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Staphylococcus aureus resistente a oxacilina (MRSA) e um dos agentes mais importante das infeccoes hospitalares, principalmente bacteremias. A prevalencia do MRSA varia de acordo com as caracteristicas do hospital e do tipo de pacientes atendidos. A bacteremia pelo MRSA se associa com alta letalidade, variando de 15 por cento a 62 por cento . O presente estudo analisou os fatores de risco para a aquisicao e evolucao nas bacteremia por NMSA, comparando dois periodos : 1991-1992 e 1995-1996, no Hospital São Paulo. Foi construido um modelo preditivo da letalidade e determinou-se, por eletroforese em campo variado, o padrao genotipico mais frequente de MRSA. Estudos transversais consecutivos e um estudo nested caso controle foram realizados. Foram incluidos 136 e 115 pacientes, respectivamente, em cada periodo de estudo. Os pacientes estudados apresentaram pelo menos uma hemocultura positiva para S. Aureus. O MRSA foi isolado em 63,3 por cento dos casos e em 84. I por cento das bacteremias foram adquiridas no hospital. Observou-se aumento das bacteremias por MRSA adquiridas na comunidade (l4 por cento e 27,8; p=O,Ol), quando foram comparados os dois periodos de estudo. Na comparacao dos pacientes com bacteremia por MRSA com os pacientes com bacteremia por S.Aureus sensivel a oxacilina (MSSA), observou-se que aqueles tiveram maior tempo de permanencia hospitalar pre- bacteremia, (l8,8 e 7,2 dias; p <O,OOI); usaram mais antibioticos previamente (76,8 por cento e 21,7O/o; p = O,OOI); uma proporcao maior recebeu tratamento inadequado (24,6 por cento e S,7 por cento ; p=O,O4), assim como a mortalidade foi maior (42,0 por cento e 21,7O/o; p = O,02). As variaveis associadas ao obito, em cada periodo, na analise bivariada foram: idade, bacteremia por MRSA, fonte da bacteremia respiratoria ou indeterminada, choque septico e tratamento inadequado. Considerando a populacao total de pacientes, a analise de regressao logistica identificou tres variaveis associadas ao obito: choque septico (OR=3,12; lC95 por cento : 2,28-4,27), fonte da bacteremia [indeterminada (OR = 2,67; lC95 por cento : 1,76-4,03), respiratoria (OR = 2,07; lC95 por cento : 1,27-3,37), cateter vascular (OR = O,33; IC95 por cento : O,19 - O,57)1; resistencia a oxacilina (OR = 1,69, IC95: 1,27-2,52). O modelo preditivo da letalidade na bacteremia por S.Aureus mostra que para os pacientes com bacteremia por NMSA a probabilidade de morrer varia de 1O,4 por cento a 90,1 por cento ...(au)
Assunto Staphylococcus aureus
Mortalidade
Genótipo
Eletroforese em Gel de Campo Pulsado
Previsões
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 110 p. ilus., tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 110 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16112

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta