Detecção de glúten por ELISA e Western blotting em produtos industrializados e em alimentos preparados por portadores de doença celíaca e/ou seus familiares

Detecção de glúten por ELISA e Western blotting em produtos industrializados e em alimentos preparados por portadores de doença celíaca e/ou seus familiares

Título alternativo Detection of gluten by ELISA and Western blotting of manufactured products and homemade foods prepared by coeliac disease patients and/ or relatives
Autor Sdepanian, Vera Lucia Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Morais, Mauro Batista de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Os objetivos deste estudo foram analisar pelas técnicas de ELISA ("Enzime-lynked immunosorbent assay") e Western blotting a presença de glúten em: 1. alimentos preparados por portadores de doença celíaca e/ou seus familiares; 2. produtos industrializados sem glúten na composição; 3. produtos industrializados contendo extrato de malte. Foram coletadas 108 amostras de alimentos preparados por portadores de doença celíaca e/ou seus familiares e 92 amostras de produtos industrializados. A técnica escolhida para determinar a presença de glúten em alimentos foi a de ELISA com anticorpo monoclonal para a omega-gliadina. Para o Western blotting, foi utilizado o anticorpo anti-gliadina conjugado com biotina. Dos 108 alimentos preparados por portadores de doença celíaca e/ou seus familiares, 107 foram negativos pelo ELISA. Com relação aos produtos industrializados, o ELISA foi positivo em 20 amostras: 8 farinhas de trigo, l pó de glúten, l de 2 cervejas, os 2 produtos adquiridos em uma padaria, l de 3 produtos com amido de trigo, 2 de 13 produtos com extrato de malte. 2 bolos com farinha não especificada na embalagem e 3 de 61 produtos sem glúten ou derivados na composição (2 farinhas de trigo sarraceno e l farinha de mandioca). Excluindo a farinha de trigo e o pó de glúten, apenas uma amostra que continha amido de trigo apresentou ELISA superior a 10 mg de gliadina/lOO g, limite estabelecido para alimentos sem glúten. O Western blotting, realizado em 104 das 200 amostras analisadas pelo ELISA, apresentou resultados concordantes em 87,5 por cento das análises, não se observando diferença estatisticamente significante entre as duas técnicas. Concluiu-se que: 1. os alimentos sem glúten foram preparados adequadamente pelos portadores de doença celíaca e/ou seus familiares. 2. não se detectou, a presença de glúten na grande maioria dos produtos industrializados que não continham o glúten como ingrediente 3. todos os produtos industrializados contendo extrato de malte encontravam-se dentro dos limites permitidos pela FAOIWHO para produtos denominados sem glúten 4. observou-se concordância entre as técnicas de ELISA e Western blotting na detecção de glúten em alimentos.
Assunto Glutens
Gliadina
Ensaio de imunoadsorção enzimática
Western blotting
Análise de alimentos
Doença celíaca
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 128 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 128 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16129

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta