Análises perceptiva-auditiva, temporal e acústica computadorizada da voz em pacientes submetidos à laringectomia parcial supracricóidea com cricohioidoplexia ou cricohioidoepiglotopexia

Análises perceptiva-auditiva, temporal e acústica computadorizada da voz em pacientes submetidos à laringectomia parcial supracricóidea com cricohioidoplexia ou cricohioidoepiglotopexia

Título alternativo Percentual, durational measure and acoustic computerized voice analyses after supracricoid partial laryngectomy with cricohyoidopexy or criohyoidoepiglottopexy
Autor Nascimento, Luiz Augusto Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Abrahão, Márcio Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Durante o periodo de 11107197 a 21109198 12 paciente adultos, do sexo masculino, foram submetidos a laringectomia parcial supracricoidea (LPSC), sendo dois reconstruidos com cricohioidopexia (CHP) e dez com cricohioidoepiglotopexia (CHEP). O tempo de permanencia da canula de traqueostomia, da sonda nasoenteral e as analises perceptiva-auditiva, temporal e acustica computadorizada da voz (CSL - modelo 4300 B, programa MDVP) foram estudados. Os parametros objetivos da analise acustica foram comparados com um grupo controle caracterizado por 88 homens com laringe normal, nao fumantes, sem queixas fonatorias ou auditivas e idade entre 20 e 40 anos. Os tempos de permanencia da canula de traqueostomia e da sonda nasoenteral foram em media 15,83 dias e 18,83 dias, respectivamente, comparaveis aos menores tempos descritos na literatura. A analise perceptiva-auditiva mostrou uma voz rouca e soprosa de graus moderado a severo com o pitch predominantemente grave e de intensidade fraca. O tempo maximo de fonacao mostrou uma grande variabilidade dentro do grupo de estudo (2,36 a 18,40 segundos) e significantemente reduzido (p < O,001) em comparacao ao grupo controle. A media da frequencia fundamental (Fo) mostrou grande variabilidade dentre os pacientes submetidos a LPSC; porem, nao foi significante entre o grupo de estudo e grupo controle (p = O,09155). Entretanto, o desvio-padrao da Fo mostrou-se estatisticamente significante (P < O,0001), explicado pela ausencia dos parametros dos quais a depende. As medidas de perturbacao da frequencia (Jitter percentual RAP, PPQ e vFo) apresentaram-se significantemente elevadas sendo e todas p < O,0001*; assim como as medidas de perturbacao de amplitude (Shimmer percentual, APQ e vAm) que tambem apresentaram individualmente um p < O,0001*, explicadas devido ao padrao vibratorio irregular e a instabilidade da neoglote. A relacao harmonico-ruido (NHR) e o indice de turbulencia vocal (VTI) tambem mostraram se estatisticamente elevados e significantes (p < O.0001 e p < O,0001, respectivamente). OS parametros acusticos computadorizados evidenciaram uma voz menos eficiente nos pacientes submetidos a LPSC, em relacao ao grupo controle, porem, permitindo-lhes boa funcao comunicativa e consequentemente uma boa interacao social
Assunto Laringectomia
Voz
Carcinoma de células escamosas
Percepção da fala
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 87 p. ilus., tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 87 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16157

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta