Caracteristicas clinicas e histologia da mucosa retal de pacientes menores de seis meses com enterorragia por alergia as proteinas do leite de vaca

Caracteristicas clinicas e histologia da mucosa retal de pacientes menores de seis meses com enterorragia por alergia as proteinas do leite de vaca

Título alternativo Clinical characteristics and histology of the rectal mucosa of the babies younger than 1 year old with enteroragy of allergy to cow's milk protein
Autor Diaz, Norys J Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Durante o periodo compreendido entre janeiro 1996 e dezembro 1998, foram estudados, prospectiva e consecutivamente 20 pacientes, de ambos os sexos, atendidos no ambulatorio de Gastroenterologia Pediatrica da Escola Paulista de Medicina e no Instituto Paulista de Gastroenterologia Pediatrica e Nutricao, com o objetivo de descrever as caracteristicas clinicas e a morfologia da mucosa retal em criancas com diagnostico clinico de alergia as proteinas do leite de vaca (APLV). Para caracterizacao de colite por APLV foram usados os criterios de WALK-ER-SMITH (l995). A histologia da mucosa retal foi comparada com um grupo de 10 lactentes menores de 1 ano, os quais tinham biopsia retal realizada por suspeita de megacolon congenito. A idade dos pacientes esteve compreendida entre 22 e 175 dias (x = 97 n 47 dias), sendo 70 por cento eutroficos. Todos tiveram enterorragia que teve inicio antes dos 120 dias em 85 por cento deles, em vigencia de aleitamento materno exclusivo (8/40 por cento ) ou aleitamento artificial ou misto (l2/60 por cento ). O desmame ocorreu antes dos 4 meses em 92 por cento dos pacientes em aleitamento artificial ou misto. O tempo de latencia entre a Introdução da proteina potencialmente alergenica e o inicio dos sintomas foi mais curto nos pacientes em aleitamento artificial (24 dias), do que nos pacientes em aleitamento materno exclusivo (42 dias), porem nao foi estatisticamente significante. !5 por cento dos pacientes tiveram os mesmos sintomas com administracao de formula de soja e 10 por cento com administracao de hidrolisados de proteinas. Antecedentes familiares de alergia estiveram presentes em 50 por cento dos pacientes. Colite foi diagnosticada em 18 pacientes, segundo criterios de GOLDMAN (96). O achado histologico predominante na caracterizacao de colite foi o infiltrado aumentado de eosinofilos em todas ou pelo menos uma das camadas da mucosa retal, sendo a media deles estatisticamente significante quando comparada com a media dos controles. Nao houve achados de inflamacao cronica. Evidencia-se que o aumento do numero de eosinofilos na mucosa retal e o elemento mais importante no diagnostico de colite alergica, em pacientes menores de 6 meses, com quadro clinico caracteristico e quando afastados outras patologias. O desencadeamento nao sera necessario neste grupo de pacientes quando presentes o quadro clinico e histologico caracteristicos
Assunto Colite
Hipersensibilidade Alimentar
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 140 p. ilus., tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 140 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16181

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta