Análise da validade dos índices preditivos do risco de infecção de sítio cirúrgico e desenvolvimento de modelo de ajuste para avaliação de cirurgias vasculares

Análise da validade dos índices preditivos do risco de infecção de sítio cirúrgico e desenvolvimento de modelo de ajuste para avaliação de cirurgias vasculares

Título alternativo Analysis of the validity the precourt appointed index of the risk of surgical-site infections and development of models of adjust for evaluation of vascular surgeries
Autor Grinbaum, Renato Satovschi Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Burattini, Marcelo Nascimento Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A comparacao dos indices de infeccao hospitalar depende de ajustes baseados na gravidade dos pacientes atendidos e dos tipos de procedimentos realizados. O metodo NNIS (National Nosocomial Infection Surveillance System), desenvolvido pelo CDC (Centers for Disease Control) ajusta a ocorrencia de ISC (Infeccao de sitio cirurgico) por tres variaveis, a classificacao ASA da gravidade da doenca, a duracao da operacao e o potencial de contaminacao da ferida operatoria. O metodo NNIS foi avaliado em diversas situacoes, mostrando-se de baixa acuracia em algumas situacoes, como as cirurgias vasculares. O presente estudo tem como objetivo analisar a validade do metodo NNIC em cirurgias vasculares e desenvolver metodo especifico de ajuste para estas operacoes. Material e metodos: Foi realizado um coorte prospectivo no Servico de Cirurgia Vascular do Hospital do Servidor Publico Estadual de 1992 a 1996. Atraves de busca ativa, foram anotados o tipo de operacao, o diagnostico de infeccao e sete variaveis: o sexo, a idade, o tempo de intemacao pre-operatorio (TIP), a duracao da operacao, esta ajustada pelo ponto proposto como duracao maxima para cada procedimento, a classificacao ASA, o potencial de contaminacao da ferida operatoria e a classificacao da lesao arterial subjacente (LAS), desenvolvida para este estudo. A amostra foi aleatoriamente dividida em dois grupos. No primeiro grupo foi realizada analise da validade no metodo NNIS, e tambem analise univariada, bivariada e multivariada para a construcao de modelo preditivo. Os dados referentes ao segundo grupo foram utilizados para analise da validade do metodo NNIS e dos indices desenvolvidos com a amostra anterior. Resultados: Nas 909 operacoes do primeiro grupo, foram observadas 120 (l3,2 por cento ) ISC. A analise do modelo NNIS mostrou baixa correlacao entre o indice e a ISC, tendo sido calculado coeficiente g de Goodman-Kruskal=O,O872. Foram desenvolvidos cinco modelos com extratificacoes diferentes das variaveis. A duracao ajustada da operacao e a classificacao da LAS se mostraram associadas a ISC em todos os modelos. No entanto o TIP somente se mostrou associado com a extratificacao desta variavel em dois cortes. A analise da validade de tres dos cinco modelos e do modelo NNIS na amostra de teste (n=297) mostrou baixa acuracia para todos os metodos propostos. Discussao e conclusoes: Os metodos multivariados nao se mostraram apropriados para ajuste dos indices em ...(au)
Assunto Infecção hospitalar
Infecção da ferida operatória
Epidemiologia
Estatística
Análise multivariada
Modelos logísticos
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 135 p. ilus., tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 135 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16256

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta