Nefrotoxicidade e morte celular (apoptose ou necrose) induzida pela cisplatina ao longo do nefron

Nefrotoxicidade e morte celular (apoptose ou necrose) induzida pela cisplatina ao longo do nefron

Título alternativo Nefrotoxicitity and celular death (apoptosis or necrosis) induced by cisplatin along or nephron
Autor Camargo, Simone Mafalda Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A nefrotoxicidade e o fator limitante do antineoplasico cisplatina. Pelo fato de que a cisplatina afeta porcoes distintas do nefron, investigamos o efeito de duas concentracoes de cisplatina (l ou lOOmM) em quatro linhagens diferentes de celulas: celulas mesangiais (CMI), celulas tubulares proximais (LLC-PKl), celulas tubulares distais (MDCK) e celulas de ducto coletor de medula interna (IMCD). O corante fluorescente para nucleos Hoechst 33342 foi empregado para quantificar as taxas de apoptose ( por cento), a eletroforese de DNA em gel de agarose, o metodo de TUNEL e a citometria de fluxo foram tambem utilizados. O metodo de exclusao utilizando acridina orange e brometo de etideo foi utilizado para avaliar a viabilidade celular ( por cento). A viabilidade das celulas CMI diminuiu com a cisplatina 100 mM apos 24 h (43,7n5,1/ 24 h; medianEPM, *p<O,O5, n=4). No entanto, a taxa de apoptose nao foi modificada, sugerindo assim necrose. Com a cisplatina lmM, as taxas de apoptose aumentaram apos 72 h (l3,8n3,4 por cento*) e a viabilidade nao mudou. Nas celulas LLC-PKL e MDCK, a apoptose aumentou com cisplatina 100 mM apos 24 horas (LLC-PKl: 82,0n5,7 por cento* e MDCK: 93,5n4,4 por cento*) e novamente, a viabilidade nao foi modificada. Com a cisplatina lmM a apoptose e a viabilidade nao foram modificadas. As celulas IMCD com cisplatina 100 mM apos 48 h tiveram a sua viabilidade diminuida (28,0n4,1 por cento*), a taxa de apoptose aumentou, mas menos que nas celulas LLC-PKL e MDCK (27,9n7,1 por cento/24h*). Com cisplatina l mM apos 72 h houve aumento da apoptose (20,0n6,7 por cento*). Apos determinar que a morte foi tipo, concentracao e tempo dependente, analisamos o mecanismo molecular envolvido nas celulas LLC-PKL e MDCK. Observamos que o inibidor da caspase-3 (z-DEVD-fmk) reduziram as taxas de apoptose em 36 por cento nas celulas LLC-PKL (l6OmM) e 91 por cento nas MDCK (l6mM). A expressao da proteina p53 foi aumentada em 12 por cento nas MDCK e diminuiu 21 por cento nas LLC-PKL tratadas com cisplatina quando analisadas pelo Western blot. O envolvimento da concentracao do calcio intracelular ([Ca 2+]i) e da peroxidacao lipidica no mecanismo de morte foram avaliadas. cisplatina nao mudou a [Ca2+]i quando analisada fluorimetricamente, assim como o bloqueador de canais de calcio, nifedipina, nao mudou as taxas de apoptose nas celulas tratadas com cisplatina. Os niveis de peroxidacao lipidica tambem nao foram modificados. Em conclusao...(au)
Assunto Cisplatino
Apoptose
Técnicas de Cultura de Células
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 101 p. ilus.,tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 101 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16276

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta