Doistribuicao de glicosaminoglicanos sulfatados em invertebrados, presenca de heparina nos filos crustacea e echinodermata

Doistribuicao de glicosaminoglicanos sulfatados em invertebrados, presenca de heparina nos filos crustacea e echinodermata

Título alternativo The distribuition of sulfated glycosaminoglycanos in the invertebrates, heparin present in the crustacea and echinodermata phylo
Autor Medeiros, Guilherme Fulgencio de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A distribuicao dos glicosaminoglicanos sulfatados foi investigada em 23 especies de invertebrados de diferentes filos. Nota-se em todas as especies analisadas a presenca ubiqua de heparam sulfato. Por outro lado, condroitim sulfato esta ausente em tres das 23 especies analisadas e dermatam sulfato foi encontrado somente em urocordados. Este ultimo composto esta presente na maioria dos tecidos de vertebrados. Diferencas estruturais de heparam sulfato entre as diversas especies e entre os varios tecidos de vertebrados foram ja relatados. Os resultados agora apresentados estao de acordo com essas observacoes. Assim, apesar deste composto ser susceptivel a acao das heparitinases notam-se diferentes migracoes eletroforeticas em funcao da especie de origem. Por exemplo, os heparam sulfatos extraidos de crustaceos apresentam maior migracao eletroforetica enquanto que aqueles extraidos de nematoda, cnidaria e rotifera apresentam menor migracao quando comparadas com os heparam sulfatos de verebrados. Estes dados sugerem importantes diferencas estruturais entre os heparam sulfatos. Outra observacao importante destes estudos foi a presenca de heparina em dez das vinte e tres especies analizadas, sendo cinco de crustaceos. Excetuando-se os dados da presenca de heparina em moluscos da classe bivalvia, anteriormente descrito em nosso laboratorio, estes sao os primeiros dados sobre a presenca deste glicosaminoglicano em outros filos de invertebrados. Estas observacoes sugerem que a heparina apresente uma distribuicao mais ampla do que anteriormente imaginada. Ainda, heparina esta presente em grande quantidade nos tecidos de U. cordatus (caranguejo) e M. quinquiesperforata (bolacha do mar). A degradacao enzimatica por enzimas especificas, heparinase e heparitinase li, espectro de RMN de l3C somada a atividade anticoagulante permite concluir que os compostos isolados dessas especies de invertebrados sejam heparinas. O conjunto de dados apresentados permitem concluir que o heparam sulfato e um composto ubiquo do reino animal, estando pesente em todas as especies ate agora analisadas. Estes e outros dados levaram a sugerir que estes compostos seriam elementos da superficie celular responsaveis pelos fenomenos da adesao e reconhecimento. As variacoes estruturais seriam necessarias para o processo de reconhecimento. Os dados apresentados nesta tese corroboram com essa ultima sugestao. A heparina, por outro lado, devido a sua...(au)
Assunto Glicosaminoglicanas
Invertebrados
Crustáceos
Equinodermos
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 111 p. ilus.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 111 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16292

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta