Alterações hemodinâmicas promovidas pelas microinjeções de agonistas glutamatérgicos ionotrópicos no núcleo do tracto solitário de ratos não anestesiados

Alterações hemodinâmicas promovidas pelas microinjeções de agonistas glutamatérgicos ionotrópicos no núcleo do tracto solitário de ratos não anestesiados

Título alternativo Hemodynamic effects elicited by microinjections of glutamatergic ionotropic agonists into the nucleus of tractus solitarii of concious rats
Autor Dias, Ana Carolina Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Colombari, Eduardo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Nosso estudo teve como objetivo principal a caracterizacao das respostas hemodinamicas de pressao arterial, frequencia cardiaca e fluxo sanguineo regional promovidas pelas microinjecoes de agonistas glutamatergicos ionotropicos (NMDA e nao-NMDA) no NTS de ratos nao anestesiados. O grupo de animais que recebeu doses crescentes (O,1; 1,0; 5,0 e 10,0 pmol/1OOnL) do agonista NMDA microinjetado na regiao intermediaria do nucleo do tracto solitario apresentou queda na pressao arterial media quando microinjetadas as doses de O,1 e 1,0 pmol/lOOnL, e resposta bifasica (hipotensao seguida de hipertensao) quando administradas as doses de 5,0 e 10,0 pmol/1OOnL. Somando-se a estas alteracoes todos as doses promoveram bradicardia e foi observada queda do fluxo sanguineo nos tres leitos vasculares estudados (trem posterior, renal e mesenterico). A variacao da PAM associada a queda do fluxo sanguineo resultou de vasoconstricao nos tres leitos. Os animais que receberam microinjecoes das mesmas doses do agonista glutamatergico de receptor nao-NMDA (AMPA), apresentaram as mesmas alteracoes sobre a PAM e frequencia cardiaca. Contudo, as alteracoes de fluxo sanguineo regional foram heterogeneas. Associadas as queda da frequencia cardiaca e pressao arterial media nas doses de O,1 e 1,0 pmol/1OOnL (fase l da resposta) observamos queda de fluxo e consequente vasoconstricao nos tres leitos vasculares. Com as doses de 5,0 e 10,0 pmol/1OOnL, continuamos observando queda de fluxo associada a hipotensao inicial, mas em relacao ao leito do trem posterior, para estas doses, a queda do fluxo foi seguida de um aumento do mesmo acima dos valores basais, que fora traduzido como vasodiiatacao do leito do trem posterior que ocorre quando os niveis da PAM estao ainda acima dos valores basais (hipertensao). Em seguida, buscamos elucidar se a queda inicial da pressao arterial media era resultado de uma provavel queda de debito cardiaco consequente da grande queda observada na frequencia cardiaca. Este efeito estaria, por sua vez, podendo levar a queda do fluxo sanguineo na fase 1 da resposta para ambos os agonistas, e estar alterando os valores reais de aumento da pressao arterial e no caso das microinjecoes de AMPA, impedindo-nos de observar a vasodilatacao no leito do trem posterior. Os animais que receberam a microinjecao de NMDA (5,0 pmol/100nL) antes e apos o bloqueio dos receptores muscarinicos com metilatropina (l mg/Kg i.v.), apresentaram um aumento da PAM depois...(au)
Assunto Receptores de Glutamato
Núcleo Solitário
Pressão Arterial
Fluxo Sanguíneo Regional
Receptors, Glutamate
Solitary Nucleus
Arterial Pressure
Regional Blood Flow
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 79 p. ilus., tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 79 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16312

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta