Expressão do antígeno nuclear de proliferação celular (PCNA) no estroma mamario de usuárias e não usuárias de anticoncepcional hormonal combinado oral

Expressão do antígeno nuclear de proliferação celular (PCNA) no estroma mamario de usuárias e não usuárias de anticoncepcional hormonal combinado oral

Título alternativo PCNA expression in stroma cells of breast tissue in group using and not using combined oral contraceptives
Autor Araujo Neto, Joaquim Teodoro de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Nazário, Afonso Celso Pinto Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Os efeitos dos anticoncepcionais hormonais combinados orais e sua implicacoes na carcinogenese da glandula mamaria sao ainda controversos. A maioria dos trabalhos referentes a avaliacao da atividade proliferativa no parenquima mamario normal em usuarias de pilulas e inconclusiva, foi realizada sem a padronizacao do tipo e do tempo de uso dos anticoncepcionais e restringe-se a avaliacao do epitelio. Considerando a interdependencia anatomica e funcional entre o estroma e o epitelio mamario, e por nao haver trabalhos na literatura referentes ao estudo da atividade proliferativa do estroma, propusemo-nos a avaliar a expressao do antigeno nuclear de proliferacao celular (PCNA) no estroma mamario de usuarias da combinacao de levonorgestrel O,15 mg e etinilestradiol O,03 mg apos dois ciclos consecutivos. As amostras de tecido mamario normal foram obtidas apos a exerese de nodulos benignos, retirando-se fragmentos de parenquima distando 1cm da lesao. As biopsias foram realizadas entre 22º e 25º dia apos dois ciclos artificiais no grupo em estudo e nos mesmos dias da segunda fase no grupo controle. Tambem foi dosada a progesterona serica no dia da biopsia nos dois grupos para melhor caracterizacao da fase luteinica inadequada e adequada no grupo de estudo e no grupo controle, respectivamente. No grupo de usuarias de pilulas, a media da porcentagem da imunoexpressao do PCNA foi de 7,42 por cento e no grupo controle foi de 6.10 por cento (teste de analise de variancia p=O,254). Os nossos resultados demonstraram nao haver diferenca estatistica na expressao do antigeno nuclear de proliferacao celular no estroma mamario na segunda fase, entre o grupo controle e usuarias do anticoncepcional hormonal combinado oral por dois ciclos consecutivos
Assunto Humanos
Feminino
Antígeno nuclear de célula em proliferação
Células estromais
Mama
Anticoncepcionais orais combinados
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 64 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 64 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16359

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta