Tratamento das dissecções agudas da aorta descendentes utilizando stents aórticos introduzidos pela artéria femoral

Tratamento das dissecções agudas da aorta descendentes utilizando stents aórticos introduzidos pela artéria femoral

Título alternativo Treatment of acute dissection of the thoracic aorta and submitted to correction using the aortic stents introduced through the femoral artery
Autor Fonseca, José Honório de Almeida Palma da Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo De novembro de 1997 a junho de 1999 foram estudados vinte e sete pacientes com diagnostico de disseccao aguda da aorta descendente submetidos a correcao utilizando-se os stents aorticos introduzidos pela arteria femoral, no laboratorio de hemodinamica. Os pacientes apresentavam complicacoes pre-operatorias e doencas associadas. A insercao do stent aortico, sob anestesia geral na maioria dos casos, foi conseguida em todos, sendo que a protese mais utilizada foi a moda de diametro de 2.8 cm em 18 pacientes e a moda do comprimento de 9.0 cm em vinte pacientes. Ocorreu um obito precoce, por insufiCiência de multiplos orgaos, dois dias apos o procedimento em decorrencia de um quadro clinico complicado ja na internacao. Observamos febre em 22.2 por cento dos pacientes, provavelmente devido a uma reacao inflamatoria entre o stent e a parede interna da aorta. Em dois casos (7.4 por cento) houve vazamentos ao redor do stent, em outros dois (7.4 por cento) insufiCiência renal transitoria, em outros dois (7.4 por cento) isquemia de membro inferior escolhido para passagem do cateter e por fim em um (3.7 por cento) infeccao do cateter de dialise peritoneal. Na evolucao tardia, ocorreram dois obitos, o primeiro com quatro meses de implante do stent e se deu subitamente apos a paciente ter passado pelo nosso ambulatorio uma semana antes sem nenhum sinal de que algo estava errado. No segundo caso, a infeccao foi a causa do obito ocorrida vinte e cinco dias apos uma operacao para correcao de uma expansao importante da falsa luz ocorrida junto da porcao distal do stent. Esta complicacao, foi diagnosticada durante a realizacao de exames de rotina, nove meses apos a insercao do stent. A curva de sobrevivencia atuarial mostra que 80 por cento dos pacientes estao vivos no final de trita e dois meses e que estao livres de eventos nao fatais 90 por cento dos casos no mesmo periodo. A conclusao, apos a analise destes resultados e a de que esta nova tecnica determinou beneficios para estes pacientes graves a curto prazo, sendo necessario um periodo de tempo maior de observacao para sabermos se estes resultados sao constistentes
Assunto Stents
Dissecação
Aneurisma Aórtico
Próteses e Implantes
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 86 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 86 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de livre-docência
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16457

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta