Análise da histologia vesical e urodinâmica de ratas submetidas a reconstrução da bexiga com músculo reto do abdome

Análise da histologia vesical e urodinâmica de ratas submetidas a reconstrução da bexiga com músculo reto do abdome

Título alternativo Blader histology and urodynamic findings in rats undergone blader reconstruction with a flap rectoabdominal muscle
Autor Hachul, Mauricio Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Sakai, Americo Toshiaki Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Nesse estudo, procurou-se avaliar a histologia vesical e as medidas d pressao vesical maxima e volume vesical maximo no momento da perda urinaria de ratas submetidas a reconstrucao da bexiga urinaria com um retalho mioperitoneal de musculo reto abdominal. Foram estudadas 50 ratas adultas Wistar, divididas nos seguintes grupos Grupo 1 (imediato) (N=1O): submetidas a laparotomia mediana, cistostomia cistometria e sacrificadas; Grupo 2 (sham) (N=1O): submetidas a laparotomia incisao na parede vesical anterior, sutura imediata, cistostomia e no setimo dia pos operatorio realizada a cistometria e sacrificadas; Grupo 3 (cistectomia (N=1O): laparotomia , cistectomia parcial, cistostomia e no setimo dia pos operatorio realizada a cistometria e sacrificadas; Grupo 4 (cistoplastia) (N=1O) laparotomia mediana, cistectomia parcial, ampliacao com retalho de musculo reto abdominal peritonizado, cistostomia, realizacao da cistometria no setimo dia pos operatorio, cistectomia total, sacrificadas e realizada a analise histologica da bexiga ampliada; Grupo 5 (cistostomia) (N=1O): laparotomia mediana, cistostomia, cistometria no setimo dia pos operatorio e sacrificadas. Assim sendo, avaliou-se comparativamente, os valores da pressao vesical maxima e o volume vesical maximo no momento da perda urinaria nos diferentes grupos. Em relacao a pressao vesical, a media e a mediana foram bem proximas em cada um dos grupos. O grupo submetido a cistectomia parcial foi o que apresentou menor variabilidade dos dados e valores medios inferiores aos demais grupos. Em relacao ao grupo submetido a cistoplastia, a pressao vesical maxima na perda urinaria em media foi menor que os grupos imediato, sham e cistostomia. Observou-se tambem que o volume vesical maximo na perda urinaria apresentou valores de media e mediana bem proximos em cada grupo, sendo que o grupo cistectomia mostrou menores valores e o grupo cistoplastia obteve o maior valor medio. O grupo submetido a cistoplastia apresentou volume vesical maximo na perda urinaria em media maior que todos os grupos analisados. As analises histologicas das bexigas ampliadas com o retalho mioperitoneal mostraram epitelizacao parcial e/ou total na area interposta pelo retalho muscular com celulas transicionais, areas de metaplasia escamosa e processo inflamatorio cronico. Por fim, podemos concluir que a utilizacao do retalho de musculo reto abdominal peritonizado para realizar uma ampliacao vesical foi tecnicamente viavel nos ...(au)
Assunto Bexiga urinária
Ratos Wistar
Reto do abdome
Urodinâmica
Histologia
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 62 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 62 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16463

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta