Estudo da producao de mudanca em psicoterapia breve dinamica de grupo

Estudo da producao de mudanca em psicoterapia breve dinamica de grupo

Título alternativo Evaluation of change in brief group dinamic psychotherapy
Autor Peluso, Érica de Toledo Piza Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A psicoterapia, embora constitua um recurso terapeutica amplamente utilizado, tem sido pouco estudada de forma sistematica e controlada em nosso meio. Em particular, a visao do paciente e sua avaliacao da psicoterapia sao questoes que tem sido pouco abordadas. Estudos nessa area podem permitir melhor compreensao do processo de mudanca em psicoterapia. O presente estudo e parte de um estudo de eficacia da psicoterapia breve dinamica de grupo, realizado com pacientes com transtornos psiquiatricos menores no Ambulatorio de Psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo Escola Paulista de Medicina. Objetivou-se, no estudo atual, investigar aspectos do processo terapeutica, em particular a experiencia dos pacientes e os fatores relacionados a producao de mudanca. Foi realizado um estudo qualitativo, que consistiu de duas etapas. Inicialmente, realizaram-se entrevistas retrospectivas em profundidade com onze pacientes que haviam participado de intervencao psicoterapica em estudo de eficacia. O relato dos pacientes foi submetido a analise de conteudo, segundo metodologia da Grounded Theory. Em uma segunda etapa da analise qualitativa, a avaliacao dos pacientes foi comparada a avaliacao de terapeutas obtidas por meio do instrumento Therapy Session Report e a avaliacao de examinadores independentes obtidas a partir dos instrumentos, Clinical Interview Schedule, General Health Questionnaire, Hamilton Rating Scale for Depression e Global Assesment Scale. A analise das entrevistas revelou que houve boa aceitacao e avaliacao positiva da intervencao psicoterapica por parte dos pacientes. Os principais beneficios relatados foram o alivio do sofrimento psiquico, a modificacao de alguns padroes de comportamento e da forma de encarar sua problematica. O fator que mais contribuiu para a producao de mudanca foi a interacao positiva com os demais membros do grupo, enquanto a atitude pouco ativa do terapeuta e a curta duracao da intervencao foram os fatores que a limitaram, segundo os pacientes. Os resultados da segunda etapa da analise indicaram que nao houve, de forma geral, discrepancias importantes na comparacao da perspectiva de pacientes, terapeutas e examinadores independentes quanto a aspectos do processo terapeutica e ao desfecho clinico. A inclusao destas vertentes permitiu ampliar a compreensao da producao de mudanca, onde o envolvimento e o compromisso do paciente com a terapia foram os fatores que mais se...(au)
Assunto Psicoterapia Breve
Psicoterapia de Grupo
Análise Qualitativa
Processos Psicoterapêuticos
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 128 p. tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 128 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16480

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta