Relacao entre antigeno nuclear de proliferacao celular (PCNA) e a proteina p53, no prognostico dos pacientes com glioblastomas multiforme

Relacao entre antigeno nuclear de proliferacao celular (PCNA) e a proteina p53, no prognostico dos pacientes com glioblastomas multiforme

Título alternativo Relationship of proliferating cell nuclear antigen (PCNA) and protein p53, with the prognosis in glioblastoma multiforme
Autor Araujo, Joao Flavio de Mattos Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O glioblastoma multiforme permanece como a neoplasia primaria de maior incidencia envolvendo o Sistema Nervoso Central e que, a despeito dos avancos obtidos tanto para o diagnostico quanto para a terapeutica dos tumores cerebrais, a sobrevida dos pacientes com diagnostico de glioblastoma multiforme permanece curta. A busca por fatores que possam influenciar o prognostico desses pacientes justifica-se no momento de tomarmos novas decisoes terapeuticas ou para avaliarmos terapeuticas empregadas. O crescimento de um tumor cerebral depende do equilibrio existente entre as celulas que estao se duplicando e a quantidade de celulas que tomam-se inativas ou sao induzidas a apoptose, portanto, a utilizacao de tecnicas imunohistoquimicas que permitam avaliarmos a proliferacao celular, como o indice obtido por meio do PCNA, e a pesquisa da proteina p53, relacionada ao controle do ciclo celular, mas que pode apresentar aumento da expressividade quando da presenca de mutacoes geneticas existentes no glioblastoma multiforme, poderiam contribuir para predizer o comportamento biologico desta neoplasia. Entretanto, apos analisarmos os fatores prognosticos relacionados a 20 pacientes com diagnostico de glioblastoma multiforme, concluimos que a idade dos pacientes e o indice clinico de Karnofsky foram fatores significativos. Os indices proliferativos obtidos por meio do PCNA e p53 nao influenciaram de maneira significativa o prognostico de tais pacientes, portanto, esses indices de avaliacao proliferativa devem ser utilizados com cautela, complementando o metodo de graduacao preconizado pela Organizacao mundial da Saúde
Assunto Glioblastoma
Antígeno Nuclear de Célula em Proliferação
Proteína Supressora de Tumor p53
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 68 p. ilustabgraf.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 68 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16511

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta